Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

domingo, 15 de fevereiro de 2009

A ILUMINAÇÃO "PATOLÓGICA"

Um homem que passava todos os momentos livres em meditação, estranhando o seu comportamento, consultou um psiquiatra:
“Quando os outros me elogiam, não sinto orgulho; quando falam de mim, não me sinto agraciado. Quando ganho alguma coisa, não me sinto feliz por isso e quando perco não fico triste. A vida e a morte, a riqueza e a pobreza, a fortuna e a desgraça são a mesma coisa para mim. Quando estou em casa sinto-me como se estivesse em viagem e quando estou no meu país sinto-me um estranho. Perdi todo o interesse em me tornar rico ou famoso, não me interessam os títulos, a fama nem a reputação, assim como também não me preocupam as normas nem me interessa a tomada de poder, nem a queda do governo, e muito menos os políticos. E não me afecta o humor dos que me rodeiam. Por causa da minha rara doença não posso continuar no meu cargo público, nem dar seguimento aos meus negócios, nem ser pai de família. Qual é o seu diagnóstico?”
O psiquiatra receitou-lhe meia dúzia de medicamentos, com o intuito de o libertar ou pelo menos aliviar de tão estranha apatia e indiferença...


JOSÉ MARIA ALVES
http://www.homeoesp.org

Sem comentários: