Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

NASRUDIN, O DERVIXE E AS UVAS


Tarde quente de Agosto.
Na estrada fervente
Nasrudin vê um homem
Com um grande cacho de uvas.
Um pouco de vassalagem seria útil
Se tal fizesse com que algumas obtivesse.
“Grande Sheik, dás-me algumas das tuas uvas?”
“Não sou Sheik”, disse o dervixe,
Homem simples e sem pretensões.
O Mullá pensou estar
Perante homem de maior importância
E de grande valia.
“Alteza, dais-me um pouco das tuas uvas?
Alguns bagos serão bastante.”
“Não sou Alteza”, volveu já agastado.
Nasrudin confundido, disse:
“Bom, não me digas quem és
Nem o que és.
Não importa,
Senão ainda vou descobrir que o que trazes
Não é um cacho de uvas.
Falemos de outras coisas.”

JOSÉ MARIA ALVES
http://www.homeoesp.org/

Sem comentários: