Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

domingo, 15 de fevereiro de 2009

O SACRIFÍCIO DE ISAAC



O discípulo começara a ler a Bíblia pela primeira vez. Já lera outros livros sagrados. Neste, espantou-o ter Deus ordenado a Abraão que sacrificasse o seu filho Isaac. E dado o seu espírito compassivo, também não conseguia reconhecer no conceito de misericórdia divina, o facto de um anjo do Senhor ter substituído no momento derradeiro, Isaac por um cordeiro, que morreu pela espada de Abraão.
Questionou o Sage:
- Entendo que Deus tenha posto Abraão à prova, abençoando-o em consequência da sua cega obediência. Mas, Mestre, sacrificar um cordeiro? Entregar gratuitamente à morte um ser inocente, sem qualquer justificação plausível?
O Sage respondeu:
- Abraão é um mito. Ele é a fé que não racionaliza, a fé que tudo sustenta, e por tal, o abençoado a quem tudo é divinamente doado.
- E o cordeiro? – volveu o discípulo.
- Esse, não existe, porque se existisse, seríamos todos nós e, sendo todos nós, Deus não seria misericórdia mas castigo alienado.


JOSÉ MARIA ALVES
http://www.homeoesp.org/

Sem comentários: