Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

VOLÚPIA E DESEJO


Dois monges dirigiam-se
Por caminho enlameado
Para o mosteiro.
A chuva caía pesadamente
Rolando pelas encostas do céu.
Perto de um rio de águas caudalosas
Avistaram uma jovem de beleza inigualável.
Não se aventurava a atravessar o rio
Que parecia enfurecido.
Um dos monges pegou-lhe ao colo
E atravessou-o.
O outro, no trajecto restante
Instava-o:
- Como pudeste quebrar a Santa Regra?
Não sentiste tu na carne
A volúpia, o desejo
Que nos aniquila e destroça?
O outro monge quedava-se calado,
Mas a tanta insistência disse:
- Eu deixei-a na outra margem
Há muito tempo atrás.
Porque é que tu ainda a carregas?

JOSÉ MARIA ALVES
http://www.homeoesp.org

Sem comentários: