Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

Pesquisar neste blogue

A carregar...

quinta-feira, 23 de julho de 2009

CIMICIFUGA (ACTEA RACEMOSA) - MATÉRIA MÉDICA - HOMEOPATIA




Medicamento também comumente denominado Actea Racemosa, que tem o seu campo de acção preferencial no sexo feminino, o que não exclui obviamente o sexo oposto.
Os seus padecimentos podem advir de uma decepção de amor.
É uma pessoa triste, com medos múltiplos: da morte, de perder o juízo, da gravidez, como consequência de um cérebro onde os pensamentos se sucedem em cascata, ininterrupta e incoerentemente.
Desconfiado. Desanimado.
Medo de ficar louco, do parto, de andar de elevador, de tudo o que lhe possa parecer uma ameaça ou constituir um perigo.
Mania puerperal com loquacidade, desconfiança e irritabilidade.
Humor histérico.
Humor instável. Suspira e chora. É extremamente emotivo. Calafrios percorrem o seu corpo quando está muito nervoso.
Tendência ao suicídio.
Tem a sensação de que uma nuvem negra, pesada, envolve a sua cabeça, de maneira tal, que tudo é confuso e tenebroso.
Tem a ilusão de que um rato corre debaixo da sua cadeira. Ilusão de demónios.
Fala muito, loquacidade intensa, mas de modo confuso e incoerente.
Alternância de sintomas psíquicos com perturbações físicas: quando surge um padecimento físico, o estado ou equilíbrio mental melhora. Mania que aparece depois do desaparecimento de uma nevralgia.
As suas queixas são múltiplas, mas não estão determinadas com precisão, e perante os meios de diagnóstico não são em regra confirmados os seus receios.
Convulsões histéricas ou epilépticas causadas por doença uterina, que agravam durante as regras.

Dores que parecem descargas eléctricas em diferentes regiões do corpo, vivas e profundas, directamente relacionadas com problemas uterinos ou ováricos.

Dor de cabeça occipital que irradia ao vértice, agravando pelo movimento e na altura das regras e melhora deitado e no silêncio.
Dor de cabeça com sensação de que a cabeça vai estourar. Dores de cabeça nas regras. Enxaqueca menstrual.

Dores nos olhos que agravam pelo movimento e melhoram pela pressão.
Dores dos globos oculares com cefaleia.

Na menopausa, vazio da boca do estômago.

Problemas cardíacos como consequência directa de patologias uterinas ou ováricas. Palpitação que surge ao menor movimento. O coração pára bruscamente de bater. Sensação de asfixia.
Hipotensão.

Dismenorreia nervosa e reumatismal: estamos perante um dos medicamentos de maior utilidade neste domínio, o mesmo se dizendo no que toca à amenorreia.
Regras irregulares, extenuantes, em geral abundantes, com coágulos negros. As dores são directamente proporcionais à abundância. Podem ser retardadas ou suprimidas por efeito de emoções ou do frio e acompanhadas de mania e histeria.
Ovulação dolorosa e hemorrágica.
Quistos funcionais ovarianos. Endometriose.
Nevralgias ovarianas e uterinas. Ovário esquerdo muito dorido. Na região uterina, dor penetrante dum lado ao outro.

Na gravidez, insónia, dores de falso trabalho de parto, náuseas, aborto que ocorre pelo terceiro mês, habitual em mulheres reumáticas.
Facilita o parto se tomado com antecedência de um mês, desde que exista correspondência de sintomas.
Trabalho de parto doloroso, irregular, espasmódico.
Dores uterinas post-partum insuportáveis.

Dor inframamária do seio esquerdo. É sentida como cardíaca e com irradiação ao braço esquerdo.
Dores paravertebrais e vertebrais que acompanham as regras ou são por elas agravadas. As dores vertebrais impedem a paciente de se deitar sobre o dorso.
Dores reumatismais ao nível dos músculos do pescoço e das costas, agravando do lado esquerdo.
Mialgias, artralgias das pequenas articulações. Dores no tendão de Aquiles.
Dores agravadas pela humidade.
Dores musculares intensas após exercício violento.
Irritação da coluna vertebral. Sensibilidade ao toque das apófises espinhais das quatro primeiras vértebras dorsais, em especial cosendo, escrevendo no computador, tocando piano, ou qualquer posição similar, agravando durante as regras e por tempo húmido.


AGRAVAÇÃO: durante a menstruação, quanto mais abundantes as regras, mais sofre a paciente; pelo frio húmido; durante a noite.

MELHORA: pelo calor; ao comer; ao ar livre – cabeça –.




Para um aprofundamento do estudo do medicamento, ver no site, http://www.homeoesp.org - Livros online » Matéria Médica dos Principais Medicamentos Homeopáticos, os estudos de três homeopatas de renome, que qualificámos como o A, B, C da matéria médica homeopática:
- Allen, Henry Clay
Keynotes
- Boericke, William
Matéria Médica
- Clarke, John Henry
Dictionary of Practical Materia Medica




Sem comentários: