Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2010

LORD HERBERT OF CHERBURY (1582-1648) - SONETO DA BELEZA NEGRA






Negra Beleza – além da luz vulgar
cujo poder as cores não acende
senão as mesmas com que a treva as rende –
invária és sempre a todo o contemplar

e qual objecto idêntico ao fitar
nem a noite te esconde ou dia acende –
quando as cor´s de que o mundo crê que esplende
e que os poetas sonhavam de imitar

co´a noite somem tão completamente
que de seu ser não resta nem figura –
sempre tu ficas una inteiramente:

porque saibamos que uma tal negrura
é luz inacessível, e somente
a nossa escuridão a julga escura.

Tradução de Jorge de Sena

Sem comentários: