Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 1 de março de 2010

ALEXANDRE O ´NEILL (1924-1986) - DEIXA







Deste poeta, vejam-se ainda no blogue os seguintes poemas:
- CÃO;
- AMIGO;
- APROVEITANDO UMA ABERTA;
- NO REINO DO PACHECO;
- O LANTERNA VERMELHA.
(utilize o pesquisador do blogue no canto superior esquerdo ou ETIQUETAS » O MOVIMENTO SURREALISTA DE LISBOA, no fim da página)




A tua mãe o marfim crucificado
ao teu pai o vício mais ronceiro
e a quem quiser
os lindos pentes da virtude

Frases célebres
todas
e não esqueças aquela
que diz assim

PAIS
que fazeis?
OS VOSSOS FILHOS
não são tostões
GASTAI-OS DEPRESSA!

Deixa também a ilusão de que te amaram
àquelas duas que ali não vês

Só no tempo em que os suicidas
como os animais falavam
valia a pena desiludir

Deixa ainda
o que a álgebra mais secreta
decidiu a teu favor

A sombra que projectaste
talvez alguém a resolva
num diamante cruel


JOSÉ MARIA ALVES
http://www.homeoesp.org


Sem comentários: