Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 5 de março de 2010

CÂNTICO DOS CÂNTICOS II - VEM O AMADO





Como lírio que viceja entre cardos
É minha amada entre as virgens.


Tal como a macieira de flor branca
Entre as árvores da floresta cerrada
É o meu Amado entre os esbeltos.
Como anseio deliciar-me com sua sombra,
Como seu fruto é doce ao meu paladar.
Que me leve para a sala da boda
E a sua bandeira do Amor se erga perante mim.
Sustentem-me com doces de passas,
Fortaleçam-me com maçãs
Porque de amor desfaleço.

A sua mão esquerda apoia minha cabeça
E a direita me abraça.
Conjuro-vos, mulheres de Jerusalém,
Pelas corças e gazelas que há no monte:
Não desperteis e
Não perturbeis
Meu amor
Até que Ele o queira.

Eis a voz de meu Amado!
Eis que meu Amado chega!
Corre montes,
Salta colinas.
É como um gamo ou filhote de gazela.
Eis que espera atrás do muro,
Olha pelas janelas
E pelas frinchas espreita.
Eis o meu Amado!
Que me fala:


Levanta-te amada!
Anda, vem comigo!
Ó bela entre as belas!
O Inverno já findou,
A chuva parou.
Nascem flores
No tempo das canções
E a voz da rola
Ouve-se pela terra.
Tempo de amor.
Da figueira brotam figos,
Das vinhas floridas vem
Um perfume arrebatador .
Levanta-te amada!
Anda, vem, estende-me a mão,
Anda, vem comigo
Bela amada!
Liberta-me desta dor.
Pomba das fendas da fraga,
Do ápice dos penhascos,
Deixa que contemple teu rosto,
Permite que tua voz oiça.
Tua voz é doce como mel
E teu rosto encantador.

Que as raposas nos acossem,
As raposas que as vinhas devastam,
Nossas vinhas floridas,
Nossas terras ornadas.


Meu Amado é para mim.
Eu para meu Amado.
Ele é o pastor que entre lírios caminha
Até que o dia desponte
E as sombras mirrem.
Volta, Amado, tu tal gamo,
Tu filhote de gazela,
Volta,
Pelas quebradas dos montes,
Pelas veredas das serras.

Versão JMA

Sem comentários: