Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 5 de março de 2010

CÂNTICO DOS CÂNTICOS IV - BELEZA DA AMADA





Ah! Como és bela! Como estás linda!

Teus olhos são pombas que o véu esconde.
O teu cabelo é rebanho
Que do monte desce;
Teus dentes ovelhas tosquiadas
Que geraram gémeos;
Todas tiveram filhos.
Os teus lábios são fita escarlate
E tua fala encanta e inebria;
Tuas faces metade de romã
Que o véu cala.
Teu pescoço, a Torre de David
Para troféus erguida:
Dela mil escudos pendem,
Broquéis dos heróis.
Os teus dois seios
Filhotes gémeos de gazela
Apascentados no meio dos lírios
Antes que surja a alva
E as sombras se desvaneçam.

Quero partir para o monte da mirra
E para a colina do incenso.
Bela, toda bela és tu, minha amada,
E defeito em ti não há.
Vem do Líbano, esposa.
Vem do Líbano, vem, acerca-te.
Desce do cume de Amaná,
Do cume de Senir e de Hermon,
Do covil dos leões
Do esconderijo dos leopardos.

Por ti foi meu coração roubado;
Minha irmã, minha noiva.
Furtaste-o com o teu olhar,
Com uma só conta do teu colar.

Como são doces tuas carícias,
Irmã e noiva!
Melhores que vinho,
Melhores que todos os odores
E o aroma dos teus perfumes.
Os teus lábios exsudam doçura,
Há leite e mel sob a tua língua
E o odor das tuas vestes
É bálsamo do Líbano.

Tu és um horto fechado,
Minha irmã, minha esposa,
Um jardim calado, uma fonte selada.
Os teus rebentos
São pomar de romãzeiras
Com frutos de delícia,
Com alfenas e nardos,
Nardo e açafrão,
Cálamo e canela,
Árvores de incenso,
Mirra e aloés,
Bálsamos escolhidos.
És fonte de jardim,
Nascente de água viva
Que jorra do Líbano.


Levanta-te, vá, levanta-te vento Norte;
Vem, vem vento do Sul;
Vem soprar no meu jardim.
Que os seus perfumes se espalhem
Para que o meu Amado entre no seu jardim
E coma de seus frutos.

Versão JMA

Sem comentários: