Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sábado, 27 de março de 2010

MIHAI EMINESCU (1850-1889) - ATÉ À ESTRELA






Até à estrela que nasceu
Tão longa é a caminhada,
Que anos por milhar correu
A luz aqui chegada.

Talvez há muito se extinguiu
Por essa azul lonjura
E o raio apenas reluziu
Aos olhos nesta altura.

A imagem do astro que morreu
No céu lenta se avista:
Era e não se percebeu,
Hoje não é e é vista.

De igual maneira, nosso ardor
Quando nas trevas finda,
A luz do apagado amor
Nos acompanha ainda.

Tradução de Doina Zugravescu

Sem comentários: