Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

DESEJO SEM MURALHA




Chegou tarde
O corpo aguardava tenso
Corda retesada de lira no vértice do movimento

Com os seus ramos abertos fecharam-se as cortinas
À luz das velas a nudez era mais nua e
Penetrava o tempo pacífico da alma no lamento de longa ausência

A carne penetrante suava perfumes estrangeiros
Que choviam no interior dos corações inflamados
Banho de amor na Praia da Noite
Partilhado pelo desejo sem muralha
Na concórdia volátil do prazer


Sem comentários: