Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

O VENTO VEIO ELA NÃO




O vento cai na cama vazia Há luzes débeis no corredor antigo de tabique Os passos leves e ponderados passeiam-no em todos os quadrantes da alma Range o soalho gemente Os olhos da mulher do quadro espreitam a insónia da vontade que se alonga às praias distantes imersas na nostalgia de Outono Há pedaços de corpos objectos mutilados e a podridão da carne suavemente depositados na areia molhada de volúpia
O vento veio Ela não


Sem comentários: