Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 12 de outubro de 2011

MUSA







Pouco me pedes Musa
Dessa tua clausura
Um abraço apertado
A versos bordado

Um pedir tão parco
E tão escassa ambição
Quando o amor que embarco
Não o contém o coração

Pedes tão pouco e tanto
Em breve e vago desejar
A quem louco anda
Por te não poder tocar

E se sufoco em tal carga
Que não consigo desembaraçar
Naufraga a embarcação
Com o peso de tanto amar


http://www.homeoesp.org/livros_online.html


Sem comentários: