Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 22 de abril de 2013

A VIDA SÃO UMAS FÉRIAS QUE A MORTE NOS DÁ





quando a sombra da morte vier com seu séquito imperial
ostentando negros e sujos estandartes de devastação
fazendo tombar no meu frágil dorso o lodo ancestral
contarei os dias desfiando o rosário da memória
envolta no manto desprezível da vida absurdamente sumida

procurarei nas multidões o anjo do amparo
segurarei sua mão fortemente para que não mais me abandone aos horrores terrenos
enquanto vós falsos amigos
me ireis levar em oscilante ataúde
para o pecaminoso cemitério do burgo

as luzes expiram
agora dorme-se
sono sem sonhos
morte em vida

para que na morte possa então sonhar
com novo mundo nova vida
tudo do tamanho da palavra amor

e a vós falsos e tristes amigos de ocasião
chamados ao derradeiro instante
irei olhar-vos com a brandura de uma partida
sem o azedume de tão curtas férias





Sem comentários: