Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 1 de abril de 2013

FOGOS-FÁTUOS





nas galerias do coração vagueiam línguas de fogo colorido
amanhã não a terei nos meus braços

as barcas passam furtivas em noite de lua cheia inundando de azul ciano
o luar de carícias rosa adormecidas pela brisa quente do beijo suado
prolongado é o arrebatamento do pássaro equatorial ventre de insónia silenciosa

a água está tépida como sangue de verme esmagado nos sepulcros abertos
da civilização burlesca da baixa pombalina
movem-se corpos por entre corpos frígidos opacos indiferentes
à beleza da alma circular e das linhas ondeadas das fêmeas ciosas

neste país não se ama
pobres bestas-de-carga





Sem comentários: