Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 3 de abril de 2013

VACA CEGA





esmeralda viva de olhos cheios de sílabas acres

sentara-se de pernas cruzadas na janela cruzada de carvalho
abrindo a alma ao botão das horas lentas

o caminho todos os caminhos se afastam
minha jovem amiga o tempo é de repouso circunstancial

não se apressem para a cerimónia
os sinos tocam
o punho da saudade ondeia na neblina das esquinas de bafio e pó

sem vergonha e de medo proporcional à inutilidade patente da senhora justiça
homens de fato cinzento entram no salão do destino legível

como se aí antro de estátuas cobertas de musgo
olhar de aço em vaca cega
estivesse a salvação de penosa humanidade




Sem comentários: