Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

ADEUS ALDEIA ADEUS




o vale consumiu a sua beleza

            incendiados os verdes pinhais
            os raquíticos castinçais
            brejos por lavrar

até os amores da infância ardem nos círios oblíquos da ermida
              morreram os poetas sonhadores     

olhos que não se deleitam nos verdes luzidios
visão contaminada pela inveja e hipocrisia das gerações doiradas

     saúdo os anciãos no peito da saudade
     inclino-me perante as campas abandonadas
     covais antigos
     a minha oração é desesperança
     meu coração tições afogueados

            a honra perdida
            nunca mais será vista
            nem alcançada

                    adeus aldeia
                        adeus





Sem comentários: