Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

ETERNA FAMA DE AVE MIGRATÓRIA




falam de mim     oiço-os     línguas afiadas no redemoinho eterno dos gorjeios obsoletos
a tua imagem muda consola-me     rodeado de árvores enlouquecidas flores negras que acenam às pérfidas palavras     doida correria da caixa nocturna a esculpir mágoas sobre o homem que esmorece no roseiral     o corpo das defuntas revolta-se em tempo de trevas pintado com cores avermelhadas     o espírito menstruado no templo da obscenidade     uma bruxa vomita cartas no zodíaco plácido que se rasga nas ondas do rio     tarde atenta ao cavalo alucinado das ramarias enredadas em copiosos pingos de gelo     misterioso florescimento de cómodo cio     pensamento imenso de brancas coxas ante abismo de vento em fúria
jaz o mel da alma na hóstia de olhos azuis
criatura fluida gerada no interior da corola     dor em flor de longos cílios
anoitece e as bailarinas gritam impropérios para além do sonho de mansas curvas
minha glória     meu prazer     
eterna fama de ave migratória 





Sem comentários: