Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 11 de outubro de 2013

ONDE ESTÁ O REINO DOS CÉUS?




o vento acaricia com suavidade o cedro e as velhas árvores que agasalham a escuridão da rua deserta 
sussurrando ao sono frases caiadas de amor

há luminosidades no tejo que amimam as águas mansas   na ponte também luzes amarelas e fixas    aviso à navegação   
nenhum outro som respira enquanto as casas dormitam depauperadas na penumbra exterior
apenas elisir d´amore     donizetti como convém ao tálamo ermo

o reino dos céus onde está ele?
na alma recriada e não ocupada cujos olhos são como os da águia planante
vendo a realidade tal qual é     sem dilecção

para que quero eu o ódio flamejante e o amor dualista o desejo o apego as escolhas ou preferências e as tordesilhas da alma antiga? 
labrego

a beleza de uma alma vazia basta-me     nela cabem todos os universos os versos e os poemas o bom e o mau o belo e o feio o agradável e o desagradável o prazer e o sofrimento
tudo lhe cabe momento a momento 
e a cada instante o que passa sem deixar rastro 
conta-nos em surdina a verdade da não-verdade
assim se atingindo o que se não busca

o vento já passou
as luzes aguardam na madrugada o decesso
talvez ainda esteja desperto     certificarei o óbito da noite oculta





Sem comentários: