Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

MARIONETAS NA PRAÇA




na praça as marionetas grunhiam
o povo repartia as túnicas feitas pedaços de entranhas
das negras andorinhas

do ocaso nascera a sorte de pobre cavaleiro
cavalo morto pela pestilência do tempo

um grupo de homens descalços com a identificação nos rostos salgados encaminhava-se pesarosamente para a aldeia
caminhavam de costas com o arco-íris poisado nos ombros salientes
trevo e violetas cresciam nos cabelos escritos de mágoas     homens presentes perdidos com seixos do rio enrolados nas mãos encarquilhadas

uma velha conduzia um jumento à vara
pássaros mudos     vinho azedo     madressilva a roçar requebrada o salgueiro

o sol caía nas ruínas da miséria





Sem comentários: