Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

O TEU NASCIMENTO




o passado revolve-se no charco da inconstância onde o espírito das estações já mortas silencia os prados

um frio atroz toca as águas estagnadas com os dedos geados     crepúsculo     cavalo alucinado zumbe junto da janela aberta à intempérie dos corações
nela     ela     de braços cruzados fia calada um sorriso abissal

forte é o vento a sacudir ervas e árvores com marcas de dinamite nos regaços     esquiva a primeira estrela faz findar a luz do dia     saias virgens baloiçam entre sóis no seio da terra pelas mãos escavada     honra perdida espezinhada no giestal

e a estrela vai morrendo
cedendo alienada
o lugar ao teu nascimento





Sem comentários: