Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

domingo, 26 de outubro de 2014

A PAZ SÓ FLORESCE NO NOVEL



um doce aroma percorreu o meu peito aberto às nuvens

o pomar em linha exibia os vagões obsoletos da cristandade
telhados e antenas
telhas enegrecidas
paredes com rosto de tijolos arcaicos
tudo tão macabro como os habitantes daquele descampado sujo e pérfido

vacariça

um cedro decapitado vegeta no centro do pinheiral cerzido por fetais e silvados
o trem urra

destino      celorico da beira      guarda      sempre o destino larvar da inconstância      estações incontinentes da inconsequência

o coração em desatino na preparação da viagem solitária
é urgente reequipar o navio      impor ao rumo um espírito novo      dotá-lo de uma alma renovada imune ao vendaval do sem-sentido-perpétuo

a paz só floresce no novel





Sem comentários: