Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sábado, 11 de outubro de 2014

O BRAMIDO DA PALAVRA AMAR



o cheiro da terra molhada
na erva que rebenta

árvores que se beijam
pela brisa de oeste agitadas

um ribeiro nascente
espalha-se na encosta
e contempla a poente
as serras nuas      desertas de gente

aproximamo-nos num olhar
as mãos deslizam para o sexo
roupas espalhadas no giestal

rígido e erecto penetro
na gruta do amplexo
o bramido da palavra amar





Sem comentários: