Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

AO ANOITECER SABEREI A VERDADE



sento-me à beira da cama que ladeia o rosto da aridez        incendiado pelas visões de veludo procuro-te

o eco dos papéis soltos pulsa na avenida deserta

o corpo estremece propício à embriaguez na margem do cais

imobilizado pelo odor da cidade deixo que a lâmina de aço faça maliciosamente o seu trabalho no sepulcro da saudade

ao anoitecer quando as vozes morrerem saberei a verdade




Sem comentários: