Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015

TARDE ENVIDRAÇADA



a tarde envidraçada na marina esboça gente nas palmeiras        porto das aves hirtas que descem da colina petrificada aos pares

um silvo corta os ares ainda por florescer
os relógios pararam
um veleiro apresta-se        o rumo da solidão
até às raízes da glória obscura

uma cicatriz na face do patrão é prenúncio de mau tempo        o eco do marulhar entra no coração pelas frestas sanguinolentas

a paisagem cola-se à proa

lá fora o mar chora como criança        o barco avança pelas nuvens em erosão        talvez uma última viagem
perde-se a vista na neblina        parte lento      três nós
enquanto a hora da torre recomeça a contagem do tempo




Sem comentários: