Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

domingo, 5 de novembro de 2017

POESIA ZEN - MATSUO BASHO - HAIKAI





É curioso o facto de com Matsuo Basho (1644 – 1694) o haikai – poema japonês com três versos – ter adquirido ligações muito íntimas com o Budismo Zen.
Conta-se que Basho numa das suas múltiplas viagens, ao conversar com um mestre Zen dissertava longamente sobre as escrituras. O mestre ouviu-o, até que num determinado momento, talvez por enfado, o interpelou:
- Não tens nada de novo para dizer, nada que seja teu?
Nisto uma rã salta para um tanque e Basho disse em forma poética:

                     Uma rã mergulha
                     no velho tanque –
                     O barulho da água. 

O mestre ter-lhe-á dito:
- Isso sim. Aí está algo que é teu.


Este poema é hoje o mais conhecido do grande poeta que foi Basho.
Escrever o que o nosso verdadeiro “eu” nos transmite num preciso momento e não o que aprendemos ou decoramos dos outros é a verdadeira poesia Zen.


                        Local de nascimento de Basho


Sem comentários: