Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

sexta-feira, 7 de dezembro de 2018

OS LADRÕES MAIS PERIGOSOS FURTAM E ENFORCAM





No século XVII o Padre António Vieira escrevia:

"Não são ladrões apenas os que cortam as bolsas.
Os ladrões que mais merecem este título são aqueles a quem os reis encomendam os exércitos e as legiões, ou o governo das províncias, ou a administração das cidades, os quais, pela manha ou pela força, roubam e despojam os povos.
Os outros ladrões roubam um homem, estes roubam cidades e reinos; os outros furtam correndo risco, estes furtam sem temor nem perigo.
Os outros, se furtam, são enforcados; mas estes furtam e enforcam."

Nada a acrescentar…




quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

SEXO ANAL - PERIGOS






Recebi os links dos vídeos constantes deste artigo de um médico brasileiro cuja competência reconheço pela obra produzida e pela lição de vida que transmite a todos os que o rodeiam.

Nada que me espante. Há muito que defendo, de modo intuitivo, que as relações anais não têm razão de ser e são prejudiciais, nomeadamente gerando imunossupressão e feridas com consequências desconhecidas no sujeito passivo. Não tive em tempo algum a possibilidade de recorrer aos estudos - ainda que elementares - realizados pela Dr.ª Anete Guimarães – nunca trabalhei em ambiente hospitalar.

No entanto, hoje recordo um velho sábio da minha aldeia, infelizmente já falecido, que há alguns anos, dizia mais ou menos isto, enquanto assistia a um programa televisivo (desculpem-me as expressões, mas são genuínas):
" O mundo está às avessas. Agora anda tudo a levar no cu. Mas o cu só serve para cagar.  No cu levam pelo cu hão-de morrer".
Ele intuía..., não sei como, mas intuía.






Não quero ferir susceptibilidades. Não pretendo polémicas. Nem julgar homossexuais ou escolhas de heterossexuais.
Cada um pode fazer as opções que entender quanto à sua vida sexual e não deve ser cerceado nessas escolhas desde que as mesmas não se subsumam a ilícitos penais.
Não fiz incidir a minha apreciação dos vídeos nas afirmações de conteúdo ético ou religioso. Detive-me, outrossim, no conteúdo científico dos mesmos e respectiva advertência de que o sexo anal pode constituir-se como causa directa de patologias mais ou menos graves, não obstante discorde de algumas conclusões que carecem de demonstração ou que não se estribam no senso comum.

Que cada um de vós investigue e tome as devidas precauções – se assim o entender