Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

Pesquisar neste blogue

A carregar...

quinta-feira, 23 de Julho de 2009

LACHESIS MUTUS - MATÉRIA MÉDICA - HOMEOPATIA





Em Lachesis há uma loquacidade fora do comum, que se acentua da parte da tarde. Quer estar sempre a falar, o que faz de forma precipitada, com as ideias e temas atropelando-se. Pronuncia muitas vezes palavras que nada têm a ver com a conversação do momento.
Delírio loquaz.
Está triste e deprimido quando acorda. Alternância de depressão e excitação.
Indolente e irritável. Intuitivo.
Mania do tipo religioso, especialmente na mulher.
Tem medo de dormir. Medo da morte. Medo do futuro, de ser envenenada. Sonha com a morte.
É um indivíduo ciumento. O ciúme não tem justificação e a desconfiança estende-se a todos os que o cercam no perímetro das suas relações. Infidelidade conjugal e aversão ao casamento.
Tem um sono agitado e o seu psiquismo agrava depois de ter dormido. À noite fica acordado durante bastante tempo e fala sem parar.
Sonolência após as refeições.
Sonha com a sua própria morte e com a dos entes que perdeu.
Grande esgotamento físico e mental. Tem a impressão que perde o conhecimento, tal é a sua fraqueza. Fraqueza com tremores generalizados que agravam de manhã.
As vestes apertadas são-lhe absolutamente insuportáveis. Não suporta colarinhos, gravatas, cintas, roupas justas. Até as roupas de cama lhe são insuportáveis, enervam-no.
Tanto o frio quanto o calor em excesso causam-lhe fadiga.
Desejo de simpatia e de carinho. Gosta que sejam gentis com ela.

Epilepsia durante o sono, devida a onanismo ou à perda de líquidos vitais.

Dores queimantes, constritivas, pulsáteis, que agravam pelo sono, pelo calor da cama e à esquerda.

Febre intermitente durante a estação da Primavera. Há uma alternância bem marcada de calafrios e ondas de calor, com suores quentes.

Dores de cabeça com náuseas. Há uma pressão acentuada sobre o alto da cabeça com pontadas na raiz do nariz. Estas dores agravam ao despertar e do lado esquerdo.
Cefaleia pressiva e ardente ao nível do vértice, depois ou durante a menopausa.
Depois de ter executado um qualquer trabalho mental há um notável afluxo de sangue à cabeça.
Nevralgia facial esquerda.

Sensação de que os olhos estão puxados para trás.

O lábio inferior está lívido, parecendo estar coberto de verniz brilhante azulado.
Paresia da língua que está sempre colocada do lado esquerdo da boca, treme e acomoda-se nos dentes inferiores.
Dor de garganta do tipo agudo, com agravação esquerda, depois de ter dormido, e irradiação ao ouvido esquerdo, deslocando-se do lado esquerdo para o direito.
A mucosa faríngea tem uma cor escura. Sensação de aperto, de estrangulamento na garganta.
Os alimentos sólidos são melhor deglutidos do que os líquidos.
O estômago é extraordinariamente sensível. Basta tocar-lhe para que fique dorido, sentindo o paciente necessidade de desapertar ou de qualquer modo alargar as roupas.
O abdómen está distendido, é sensível, não suportando o contacto das roupas. As regiões mais afectadas são o fígado e o ceco.
Tem a invulgar sensação de que o ânus está fechado. Prisão de ventre por inactividade rectal, com muita vontade de evacuar. Sensação de constrição do esfíncter.
Fezes fétidas.
Hemorragias intestinais com coágulos de sangue decomposto.
Hemorróidas lívidas e azuladas com dores e latejos no ânus e recto, a cada evacuação.

Coriza aquosa que surge na sequência de uma dor de cabeça, fazendo extinguir esta.
Deita-se e a respiração parece parar. Sensação de sufocação que agrava estando deitado e o obriga a sair da cama e a procurar uma janela para inspirar profundamente. Sufocação brusca logo após acordar, desejando ardentemente ar, ser abanado, mas lentamente e à distância. Tem necessidade frequente de inspirar profundamente.
Custa-lhe a respirar quando põe qualquer agasalho ou protector na frente da boca.
O pescoço não pode nunca estar apertado, seja com o que for.
Anginas que começam à esquerda, estendendo-se ao lado direito. Difteria.
A laringe é sensível ao toque. O mais ligeiro contacto produz tosse.
Tosse seca, dilacerante, durante o sono. A tosse é acompanhada de perturbações cardíacas e dores no ânus.

Fraqueza cardíaca, que na menopausa faz a doente desmaiar ou ficar à beira do desmaio. Tosse dos cardíacos.
Sensação de aperto cardíaco acompanhado de baforadas quentes, suores e sufocação.

Antes das regras tem vertigens, necessidade de ar livre e dores no ovário esquerdo. As regras são regulares, curtas, pouco abundantes, com sangue escuro na forma de coágulos e podem produzir cãibras que se deslocam do lado esquerdo para o direito. As dores melhoram pelo fluxo menstrual. Normalmente sente-se melhor durante as regras.
O útero apresenta-se muito doloroso ao toque. A doente tem a sensação de que o colo do útero está aberto.
Perturbações da menopausa. Mulheres que a partir da idade crítica nunca mais tiveram saúde, que deixaram de se sentir bem. Afecções uterinas.

A pele de Lachesis é seca e a sua sensibilidade não lhe permite suportar contactos, mesmo que leves. Faz equimoses espontâneas.
Úlceras dolorosas e abcessos. Úlceras varicosas de margens azuladas que sangram com facilidade. Furúnculos.
Púrpura hemorrágica.


AGRAVAÇÃO: na Primavera; pelas mudanças de tempo; pelas temperaturas extremas; quando o tempo muda de frio para calor; pelo calor; vento quente; Sol; bebidas e aplicações quentes; pelos ácidos; álcool; quinino; depois de acordar, de manhã; à esquerda; deitando-se do lado esquerdo; pelo toque ou contacto.

MELHORA: ao ar livre; de janela aberta; durante as regras; depois de ter tido um corrimento.





Para um aprofundamento do estudo do medicamento, ver no site, http://www.homeoesp.org - Livros online » Matéria Médica dos Principais Medicamentos Homeopáticos, os estudos de três homeopatas de renome, que qualificámos como o A, B, C da matéria médica homeopática:
- Allen, Henry Clay
Keynotes
- Boericke, William
Matéria Médica
- Clarke, John Henry
Dictionary of Practical Materia Medica


16 comentários:

Barbara Paquier disse...

José Maria, tenho 20 anos, quando criança, desde muito pequena até os 12 anos, fazia tratamento homeopata e Lachesis era meu medicamento constane, pois sou a descrição viva do perfil lachesis... com 13 anos mudei de cidade e não fomos procurar outro médico, acabei parando com o tratamento e anos depois comecei a ficar doente com frequencia, vivo a base de antibioticos e antidepressivos... gostaria de voltar a tomar Lachesis, qual seria a proporção (ch) e a posologia?

obrigada

José Maria Alves disse...

Boa tarde Barbara

Sendo Lachesis o seu simillimum, mas não arriscando e, controlando as prescrições de molde a que não faça a "patogenesia" do medicamento, como por vezes ocorre quando o mesmo medicamento é tomado durante muitos anos sem as devidas precauções, começaria por »

NUX VOMICA 30 CH, uma dose única (julgo que no Brasil lhe chamam "papelote").
Esta dose, irá desentoxicar o seu organismo dos múltiplos remédios alopáticos que tem vindo a tomar, como expressa na sua mensagem.
Tome a dose às 11 horas da noite, com o estômago vazio.

Cinco dias depois, faça »
LACHESIS 6 CH, 3 gotas ou grânulos, 3 vezes por dia, durante 12 dias.
Se fizer em gotas, a cada toma agite vigorosamente o frasco medicamento.

Decorridos que estejam 12 dias, dê notícias, para que reavaliemos a situação e possamos inclusivamente aumentar a potência (o que iremos fazer progressivamente).

Um abraço e as melhoras.

Zé Maria Alves

Hope disse...

Estou tomando Lachesis pelo mesmo motivo da Barbara: vivo doente e abaixo de medicação. Há algum efeito colateral? Que mudanças sentirei? A partir de quanto tempo?

Obrigada.

José Maria Alves disse...

Boa tarde Amiga(o)

Vai ter de ser mais explícita.
Lachesis é o seu simillimum? Foi um médico homeopata que lhe prescreveu este medicamento? Qual é a potência (CH ou DH)? Há quanto tempo está medicada? Que alopáticos toma?
Quais são os seus sintomas característicos? De que patologias padece e já padeceu? etc.

Um abraço e dê notícias.

Zé Maria Alves

mara disse...

Boa tarde, José Maria, estou escrevendo pois estou sofrendo muito de depressão, ansiedade e fortes crises de labirintite. Sou muito ciumenta e sofri uma traição do meu marido no ano passado. Fiquei traumatizada e não consigo esquecer o episódio, embora ainda esteja com ele depois de 3 separações, sempre fico me comparando com a outra e minha autoestima não existe. Ontem tive uma das mais fortes crises de labirintite de minha vida, depois q fiquei pensando em como ele tratava a amante e como ele me trata. Tive muita tontura e vômitos. Estou mal hoje e preciso de ajuda. Já pedi a vários outros profissionais, mas não obtive nenhum sucesso. Me ajude, por favor!!!, meu email: mrubia.adv@gmail.com

soeli Brasil disse...

Oi. É um prazer poder contar com você , meu marido toma ostrearum Ch 18. Percebi que tem início de ejaculação precoce, ele é ansioso. Falei com o médico dele que receita trigonocefalus dm3 no vidro veio escrito lachesis trigonocefalus. Fiquei em dúvida se comprei o remédio certo pois lachesis tb éutilizado para homens? Grata soeli Brasil

soeli Brasil disse...

Onde está escrito dm3 leia se Lm3

José Maria Alves disse...

Boa noite Soeli

LACHESIS é normalmente receitado para mulheres. Mas, também para homens. Por isso não se apoquente.

Um abraço.

soeli Brasil disse...

Agradecida pela atenção. Soeli Campinas - SP - Brasil

sheila disse...

Boa noite ze Maria,
gostaria de sua ajuda,tenho lido muito e escutado falar sobre o Lachesis tem algumas sintomas tipo depressao quando acordo, nao tenho vontade de ir trabalhar, mudo da depressao a excitaçao em minutos.sofro de tpm , quando vou menstruar fico superirritada,sensivel e outra coisa muito importante tenho um cansaço fora do normal nao tenho energia para nada, algumas vezes pedi meu Deus me leve nao aguento de tanto cansaço,falam comigo faça exercicios fisicos mas como? quando chego do trabalho so quero deitar.
Me ajude preciso de um remedio para esse cansaço fisico mental muito cansaço nos olhos.Sheila limal

José Maria Alves disse...

Boa noite Amiga

Mas em que medida é que se identifica com LACHESIS?

Há quanto tempo dura o seu cansaço (fadiga)?

Abraço.



sheila disse...

zé Maria ,
Este cansaço ja vem ha bastante tempo digo seis meses a um ano, ja tomei vitaminas,energeticos ja tentei muitas coisas. meus exames estao todos normais mas e um cansaço que parece que vou esvaindo. Quanto ao Lachesis me identifico quando tenho" Sensação de aperto, de estrangulamento na garganta. Está triste e deprimido quando acorda. Alternância de depressão e excitação. Sonolência após as refeições. Grande esgotamento físico e mental. Tem a impressão que perde o conhecimento, tal é a sua fraqueza. Fraqueza com tremores generalizados que agravam de manhã.
As vestes apertadas são-lhe absolutamente insuportáveis. Não suporta colarinhos, gravatas, cintas, roupas justas.

José Maria Alves disse...

Boa noite Amiga

Vamos então começar por fazer LACHESIS - que também tem na sua patogenesia o cansaço físico e mental.

Sugiro »

LACHESIS 6 CH, 3 grânulos 3 vezes dia durante 20 dias - decorridos que estejam, reavaliamos.

Um abraço e as melhoras.

sheila disse...

Jose Maria,
Bom dia, volto depois de 20 dias ou um poucos mais com o Lachesis,entao aquele cansaço e dificuldade que estava tendo para acordar de manha passou um pouco , eu diria quase tudo estou dando conta de levantar bem cedo e sair para o trabalho mas no final da tarde continuo muito cansada, exausta e melhorou um pouco a tristeza ou angustia que sentia ao acordar mas na epoca ou digo uma semana antes ou durante o periodo menstrual fico acabada tanto fisicamente e emocionalmente ,fico pedindo ate para Deus me levar, fico muito irritada, nao consigo aceitar que as pessosas da minha casa nao me ajudem em nada.parece que moro sozinha, eles jogam roupas pela casa toda, sujam todas as roupas, nao passam nem uma vassoura na casa, ja cheguei ao extremo de dar a casa muito mega suja mas nao adianta eles nao estao nem ai. como nao podemos mudar as pessoas preciso ter uma mega força e vontade imensa para arrumar tudo, e tambem preciso de ajuda quanto a organizaçao pois toda a vida limpo muito bem os lugares mas na hora de colocar as coisas no lugar estou muito cansada e nao consigo organizar bem as coisas.

sheila disse...

Olá Jose Maria,
Complementando minha postagem anterior, estou tomando lachesis,mas andei lendo em seu blog sobre obsidade entao minha altura e 1,63 e estou pesando 78kilos, estou acima do peso e andei tomando subtramina por meses mas de nada adiantou, tenho compulsao por doces quando almoço ou no jantar logo depois tenho que comer doces e quando estou no trabalho tenho muita fome,entao como li nas suas materias entao acho que poderia me ajudar quanto na questao do lachesis e outro medicamento para ansiedade,fome,compulsao por doces

José Maria Alves disse...

Boa noite Amiga

Vamos primeiro resolver o problema do cansaço.

Sugiro que faça »

LACHESIS 200 CH, 3 gotas por dia durante um mês.

A cada toma agita energicamente o frasco 10x.

Depois reavaliamos a situação global.

Um abraço e as melhoras.