Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

domingo, 17 de abril de 2011

XANTIPA – A MULHER DE SÓCRATES



Sócrates contraiu matrimónio com Xantipa. Uma mulher peculiar. De carácter irascível, discutidora, verborreica. Tinha uma necessidade constante de descarregar no marido as suas cóleras, submetendo-o a incontáveis zangas.

Talvez Sócrates a tenha escolhido por esposa, para assim atingir o domínio sobre si próprio.

Um dia, quando as palavras odiosas de Xantipa já desfilavam há longas horas, Sócrates saiu de casa e sentou-se absorto num dos degraus da entrada.


Xantipa, que ainda não desabafara tudo, muniu-se de uma bacia de água suja e despejou-a em cima do marido.

Sócrates, imperturbável disse: - Com tanta trovoada, não é de estranhar que chova.





Sem comentários: