Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

terça-feira, 29 de novembro de 2011

CARTA DE AMOR




Escrevo-te hoje
Esta carta de amor

Poderia tê-la escrito há anos
Ou no porvir

Ardem as flores no olival
Cai um santo do pedestal
(cai sempre um santo do altar quando um louco fala de amor)

Passam putos e remendões sem que saibam o que faço
Eu também não Escrevo
São voltas do aparo no cérebro enegrecido da rapaziada
Estouvada
E no meu

Alma que vigia
A neve que rodopia no céu vermelho
A fechar olhos ao Sol
Que é de todos nós
Poeira e terra na promessa que havemos de pagar
Quando a terra nos comer
Os sexos desfeitos
Nas mãos descarnadas

Meu amor
Uma carta acaba sempre mais ou menos assim
A navegar em nau de fantasia
E esperança
E mete-se no correio

Ainda digo

Amo-te
Hoje sim
Amanhã não sei
(que hei-de eu saber do amanhã?)


http://www.homeoesp.org/livros_online.html


Sem comentários: