Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 10 de agosto de 2011

UM MODO DE AMAR




Amo-te nas vagas da distância esmagadas pelos dedos do amor
Um cão danado no meu caminho Espinhos silvestres nos pés sangrantes de viandante
Não me respondes Já não ouço a tua voz
Amo-te e esqueço-te Afinal o esquecimento também é um modo do verbo amar


1 comentário:

Nina Pilar disse...

amar é assim, ama-se em qq momento e em todas as horas.

lindo texto, o amor é uma fonte de luzes luminosas. sempre jorrando coisas boas.

beijinhos