Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

Pesquisar neste blogue

A carregar...

sexta-feira, 16 de abril de 2010

MEDICAMENTOS HOMEOPÁTICOS - ABREVIATURAS




ABIES-C - ABIES CANADENSIS-PINUS CANADENSIS
ABIES-N - ABIES NIGRA
ABR - ABRUS PRECATORIUS - JEQUIRITY (JEQUIRITY - ARBRUS PRECATORIUS)
ABROT - ABROTANUM
ABSIN - ABSINTHIUM
ACAL - ACALYPHA INDICA
ACET-AC - ACETICUM ACIDUM (ACETIC ACID)
ACETAN - ACETANILIDUM
ACON - ACONITUM NAPELLUS
ACT-SP - ACTAEA SPICATA (ACTEA SPICATA)
ADON - ADONIS VERNALIS
ADREN - ADRENALINUM (ADRENALIN)
AESC - AESCULUS HIPPOCASTANUM
AETH - AETHUSA CYNAPIUM
AETHI-M - AETHIOPS MINERALIS (AETHIOPS MERCURIALIS-MINERALIS)
AGAR - AGARICUS MUSCARIUS (AGARICUS MUSCARIUS-AMANITA)
AGAV-A - AGAVE AMERICANA
AGN - AGNUS CASTUS
AGRA - AGRAPHIS NUTANS
AIL - AILANTHUS GLANDULOSA
ALET - ALETRIS FARINOSA
ALF - ALFALFA
ALL-C - ALLIUM CEPA
ALL-S - ALLIUM SATIVUM
ALN - ALNUS RUBRA (ALNUS)
ALOE - ALOE SOCOTRINA (ALOE)
ALST-S - ALSTONIA SCHOLARIS
ALUM - ALUMINA
ALUM-SIL - ALUMINA SILICATA
ALUMN - ALUMEN
AM-BE - AMMONIUM BENZOICUM
AM-BR - AMMONIUM BROMATUM
AM-C - AMMONIUM CARBONICUM (AMMONIUM CARB)
AM-CAUST - AMMONIUM CAUSTICUM
AM-I - AMMONIUM IODATUM (AMMONIUM JODATUM)
AM-M - AMMONIUM MURIATICUM
AM-P - AMMONIUM PHOSPHORICUM
AM-PIC - AMMONIUM PICRICUM (AMMONIUM PICRATUM)
AM-VAL - AMMONIUM VALERIANICUM
AMBR - AMBRA GRISEA
AMBRO - AMBROSIA ARTEMISIAEFOLIA (AMBROSIA)
AMGD-P - AMYGDALUS PERSICA
AML-NS - AMYLENUM NITROSUM (AMYL NITROSUM)
AMMC - AMMONIACUM GUMMI (AMMONIACUM-DOREMA)
AMPE-QU - AMPELOPSIS QUINQUEFOLIA (AMPELOPSIS)
ANAC - ANACARDIUM ORIENTALE (ANACARDIUM)
ANAG - ANAGALLIS ARVENSIS (ANAGALLIS)
ANAN - ANANTHERUM MURICATUM (ANATHERUM)
ANEMPS - ANEMOPSIS CALIFORNICA
ANG - ANGUSTURA VERA
ANH - ANHALONIUM LEWINII (ANHALONIUM)
ANIL - ANILINUM
ANIS - ANISUM STELLATUM (ILLICIUM)
ANT-AR - ANTIMONIUM ARSENICOSUM
ANT-C - ANTIMONIUM CRUDUM
ANT-SAUR - ANTIMONIUM SULPHURATUM AURATUM
ANT-T - ANTIMONIUM TARTARICUM
ANTH - ANTHEMIS NOBILIS
ANTHRACI - ANTHRACINUM
ANTHRACO - ANTHRACOKALI (ANTHRAKOKALI)
ANTIP - ANTIPYRINUM (ANTIPYRINE)
AP-G - APIUM GRAVEOLENS
APHIS - APHIS CHENOPODII GLAUCI (CHENOPODI GLAUCI APHIS)
APIS - APIS MELLIFICA
APOC - APOCYNUM CANNABINUM
APOC-A - APOCYNUM ANDROSAEMIFOLIUM
APOM - APOMORPHINUM (APOMORPHIA)
AQUI - AQUILEGIA VULGARIS (AQUILEGIA)
ARAG - ARAGALLUS LAMBERTI
ARAL - ARALIA RACEMOSA
ARAN - ARANEA DIADEMA
ARB - ARBUTUS ANDRACHNE
AREC - ARECA CATECHU (ARECA)
ARG-MET - ARGENTUM METALLICUM
ARG-N - ARGENTUM NITRICUM
ARGE - ARGEMONE MEXICANA
ARIST-M - ARISTOLOCHIA MILHOMENS
ARN - ARNICA MONTANA (ARNICA)
ARS - ARSENICUM ALBUM
ARS-BR - ARSENICUM BROMATUM
ARS-H - ARSENICUM HYDROGENISATUM
ARS-I - ARSENICUM IODATUM
ARS-MET - ARSENICUM METALLICUM
ARS-S-F - ARSENICUM SULPHURATUM FLAVUM (ARSENIC TRISULPH.)
ART-V - ARTEMISIA VULGARIS
ARUM-D - ARUM DRACONTIUM
ARUM-T - ARUM TRIPHYLLUM
ARUND - ARUNDO MAURITANICA (ARUNDO)
ASAF - ASA FOETIDA (ASAFOETIDA)
ASAR - ASARUM EUROPAEUM (ASARUM EUROPUM)
ASC-C - ASCLEPIAS CORNUTI (ASCLEPIAS SYRIACA)
ASC-T - ASCLEPIAS TUBEROSA
ASIM - ASIMINA TRILOBA
ASPAR - ASPARAGUS OFFICINALIS
ASTAC - ASTACUS FLUVIATILIS (CANCER ASTACUS)
ASTER - ASTERIAS RUBENS
ASTRA-MO - ASTRAGALUS MOLLISSIMUS
AUR - AURUM METALLICUM
AUR-M-N - AURUM MURIATICUM NATRONATUM
AVEN - AVENA SATIVA
AZA - AZADIRACHTA INDICA

B
BAC - BACILLINUM BURNETT (BACILLINUM)
BAD - BADIAGA
BALS-P - BALSAMUM PERUVIANUM
BAPT - BAPTISIA TINCTORIA (BAPTISIA)
BAR-ACT - BARYTA ACETICA
BAR-C - BARYTA CARBONICA (BARYTA CARB)
BAR-I - BARYTA IODATA
BAR-M - BARYTA MURIATICA
BAROS - BAROSMA CRENULATUM (BAROSMA CRENATA)
BELL - BELLADONNA
BELL-P - BELLIS PERENNIS
BENZ-AC - BENZOICUM ACIDUM
BENZOL - BENZOLUM (BENZENUM - COAL NAPHTHA)
BERB - BERBERIS VULGARIS
BERB-A - BERBERIS AQUIFOLIUM (BERBERIS AQUIFOLIUM - MAHONIA)
BETA - BETA VULGARIS
BISM-SN - BISMUTHUM SUBNITRICUM (BISMUTHUM)
BLATTA-A - BLATTA AMERICANA
BLATTA-O - BLATTA ORIENTALIS
BOL-LA - BOLETUS LARICIS (POLYPORUS OFFICINALE)
BOR-AC - BORICUM ACIDUM
BORX - BORAX VENETA (BORAX)
BOTH - BOTHROPS LANCEOLATUS (BOTHROPS LANCIOLATUS - LACHESIS LANCIOLATUS)
BOTUL - BOTULINUM
BOV - BOVISTA LYCOPERDON (BOVISTA)
BRACH - BRACHYGLOTTIS REPENS (BRACHYGLOTTIS)
BROM - BROMIUM (BROMUM)
BRY - BRYONIA ALBA (BRYONIA)
BUFO - BUFO RANA (BUFO)
BUT-AC - BUTYRICUM ACIDUM (BUTYRIC ACID)

C
CACT - CACTUS GRANDIFLORUS (SELENICEREUS SPINULOSUS)
CADM-S - CADMIUM SULPHURATUM
CAIN - CAINCA (CAHINCA)
CAJ - CAJUPUTUM (OLEUM WITTNEBIANUM)
CALAD - CALADIUM SEGUINUM
CALC - CALCAREA CARBONICA (CALCAREA CARBONICA - OSTREARUM)
CALC-ACT - CALCAREA ACETICA
CALC-AR - CALCAREA ARSENICOSA (CALCAREA ARSENICA)
CALC-F - CALCAREA FLUORICA (FLUOR SPAR)
CALC-I - CALCAREA IODATA
CALC-P - CALCAREA PHOSPHORICA
CALC-S - CALCAREA SULPHURICA
CALC-SIL - CALCAREA SILICATA
CALEN - CALENDULA OFFICINALIS
CALO - CALOTROPIS GIGANTEA (CALOTROPIS)
CALTH - CALTHA PALUSTRIS
CAMPH - CAMPHORA
CAMPH-BR - CAMPHORA BROMATA (CAMPHORA MONO-BROMATA)
CANCH - CANCHALAGUA
CANN-I - CANNABIS INDICA
CANN-S - CANNABIS SATIVA
CANTH - CANTHARIS VESICATORIA (CANTHARIS)
CAPS - CAPSICUM ANNUUM (CAPSICUM)
CARB-AC - CARBOLICUM ACIDUM
CARB-AN - CARBO ANIMALIS
CARB-V - CARBO VEGETABILIS
CARBN-H - CARBONEUM HYDROGENISATUM
CARBN-O - CARBONEUM OXYGENISATUM
CARBN-S - CARBONEUM SULPHURATUM
CARC - CARCINOSINUM (CARCINOSIN)
CARD-M - CARDUUS MARIANUS
CARL - CARLSBAD AQUA (CARLSBAD)
CAS-S - CASCARA SAGRADA (RHAMNUS PURSHIANA)
CASC - CASCARILLA
CAST - CASTOREUM CANADENSE (CASTOREUM)
CASTN-V - CASTANEA VESCA
CASTOR-E - CASTOR EQUI
CATAR - CATARIA NEPETA
CAUL - CAULOPHYLLUM THALICTROIDES (CAULOPHYLLUM)
CAUST - CAUSTICUM
CEAN - CEANOTHUS AMERICANUS (CEANOTHUS)
CEDR - CEDRON (SIMARUBA FERROGINEA)
CENCH - CENCHRIS CONTORTRIX (ANCISTRODON)
CER-OX - CERIUM OXALICUM
CERE-B - CEREUS BONPLANDII
CHAM - CHAMOMILLA
CHAP - CHAPARRO AMARGOSO
CHEL - CHELIDONIUM MAJUS
CHELO - CHELONE GLABRA (CHELONE)
CHEN-A - CHENOPODIUM ANTHELMINTICUM
CHIM - CHIMAPHILA UMBELLATA
CHIN - CHINA OFFICINALIS (CINCHONA OFFICINALIS)
CHININ-A - CHININUM ARSENICOSUM
CHININ-S - CHININUM SULPHURICUM
CHION - CHIONANTHUS VIRGINICA (CHIONANTHUS)
CHLF - CHLOROFORMIUM (CHLOROFORMUM)
CHLOL - CHLORALUM HYDRATUM (CHLORALUM)
CHLOR - CHLORUM
CHOL - CHOLESTERINUM
CHR-AC - CHROMICUM ACIDUM
CHRYSAR - CHRYSAROBINUM
CIC - CICUTA VIROSA
CIMIC - CIMICIFUGA RACEMOSA (CIMICIFUGA - ACTAEA RACEMOSA - MACROTYS)
CIMX - CIMEX LECTULARIUS (CIMEX - ACANTHIA)
CINA - CINA MARITIMA (CINA)
CINE - CINERARIA MARITIMA (CINERARIA)
CINNB - CINNABARIS (MERCURIUS SULPHURATUS RUBER)
CINNM - CINNAMOMUM CEYLANICUM (CINNAMOMUM)
CIST - CISTUS CANADENSIS
CIT-V - CITRUS VULGARIS
CLEM - CLEMATIS ERECTA
COB - COBALTUM METALLICUM (COBALTUM)
COC-C - COCCUS CACTI
COCA - COCA-ERYTHROXYLON COCA
COCAIN - COCAINUM HYDROCHLORICUM (COCAINA)
COCC - COCCULUS INDICUS (COCCULUS)
COCC-S - COCCINELLA SEPTEMPUNCTATA
COCH - COCHLEARIA ARMORACIA (ARMORACIA SATIVA)
COD - CODEINUM
COFF - COFFEA CRUDA
COLCH - COLCHICUM AUTUMNALE (COLCHICUM)
COLL - COLLINSONIA CANADENSIS
COLOC - COLOCYNTHIS
CON - CONIUM MACULATUM (CONIUM)
COM - COMOCLADIA DENTATA
CONV - CONVALLARIA MAJALIS
COP - COPAIVA OFFICINALIS (COPAIVA)
COR-R - CORALLIUM RUBRUM (CORALLIUM)
CORH - CORALLORHIZA ODONTORHIZA (CORALLORHIZA)
CORN - CORNUS CIRCINATA
CORY - CORYDALIS FORMOSA (CORYDALIS - DICENTRA CANADENSIS)
COT - COTYLEDON UMBILICUS (COTYLEDON)
CRAT - CRATAEGUS OXYACANTHA (CRATAEGUS)
CROC - CROCUS SATIVUS (CROCUS SATIA)
CROT-H - CROTALUS HORRIDUS
CROT-T - CROTON TIGLIUM
CUB - CUBEBA OFFICINALIS (CUBEBA)
CUC-C - CUCURBITA CITRULLUS
CUC-P - CUCURBITA PEPO
CUND - CUNDURANGO (CONDURANGO)
CUPH - CUPHEA VISCOSISSIMA (CUPHEA)
CUPR - CUPRUM METALLICUM
CUPR-ACT - CUPRUM ACETICUM
CUPR-AR - CUPRUM ARSENICOSUM
CUR - CURARE (WOORARI)
CYCL - CYCLAMEN EUROPAEUM (CYCLAMEN)
CYPR - CYPRIPEDIUM PUBESCENS (CYPRIPEDIUM)
CYT-L - CYTISUS LABURNUM (LABURNUM)

D
DAM - DAMIANA (TURNERA)
DAPH - DAPHNE INDICA
DIG - DIGITALIS PURPUREA (DIGITALIS)
DIOS - DIOSCOREA VILLOSA
DIOSM - DIOSMA LINCARIS
DIPH - DIPHTHERINUM
DOL - DOLICHOS PRURIENS (DOLICHOS PURIENS - MUCUNA)
DOR - DORYPHORA DECEMLINEATA (DORYPHORA)
DROS - DROSERA ROTUNDIFOLIA (DROSERA)
DUBO-M - DUBOISIA MYOPOROIDES (DUBOISIA)
DULC - DULCAMARA

E
ECHI - ECHINACEA ANGUSTIFOLIA (ECHINACEA - RUDBECKIA)
ELAPS - ELAPS CORALLINUS
ELAT - ELATERIUM OFFICINARUM (ELATERIUM - ECBALIUM)
EOS - EOSINUM (EOSIN)
EPIG - EPIGEA REPENS
EPIPH - EPIPHEGUS VIRGINIANA (EPIPHEGUS - OROBANCHE)
EQUIS-H - EQUISETUM HYEMALE (EQUISETUM)
ERECH - ERECHTHITES HIERACIFOLIA (ERECHTHITES)
ERIG - ERIGERON CANADENSE (ERIGERON - LEPTILON CANADENSE)
ERIO - ERIODYCTION CALIFORNICUM (ERIODICTYON)
ERY-A - ERYNGIUM AQUATICUM
ESCH - ESCHSCHOLTZIA CALIFORNICA
EUCAL - EUCALYPTUS GLOBULUS
EUG - EUGENIA JAMBOS (JAMBOSA VULGARIS)
EUON-A - EUONYMUS ATROPURPUREA
EUP-A - EUPATORIUM AROMATICUM
EUP-PER - EUPATORIUM PERFOLIATUM
EUP-PUR - EUPATORIUM PURPUREUM
EUPH - EUPHORBIUM OFFICINARUM (EUPHORBIUM)
EUPH-L - EUPHORBIA LATHYRIS
EUPH-PO - EUPHORBIA POLYCARPA (GOLONDRINA)
EUPHR - EUPHRASIA OFFICINALIS (EYEBRIGHT)
EUPI - EUPIONUM (EUPION)

F
FAB - FABIANA IMBRICATA
FAGO - FAGOPYRUM ESCULENTUM (FAGOPYRUM)
FEL - FEL TAURI
FERR - FERRUM METALLICUM
FERR-I - FERRUM IODATUM
FERR-MA - FERRUM MAGNETICUM
FERR-P - FERRUM PHOSPHORICUM
FERR-PIC - FERRUM PICRICUM
FIC-R - FICUS RELIGIOSA
FIL - FILIX MAS (ASPIDIUM)
FL-AC - FLUORICUM ACIDUM
FORM - FORMICA RUFA (MYRMEXINE)
FORMAL - FORMALINUM (FORMALIN)
FRAG - FRAGARIA VESCA (FRAGARIA)
FRANC - FRANCISCEA UNIFLORA (FRACISCEA)
FRAX - FRAXINUS AMERICANA
FUC - FUCUS VESICULOSUS
FUCH - FUCHSINUM (FUCHSINA - MAGENTA)
FULI - FULIGO LIGNI

G
GAL-AC - GALLICUM ACIDUM
GALA - GALANTHUS NIVALIS
GALI - GALIUM APARINE
GAMB - GAMBOGIA (GAMBOGIA - GARCINIA MORELLA)
GAUL - GAULTHERIA PROCUMBENS (GAULTHERIA)
GELS - GELSEMIUM SEMPERVIRENS (GELSEMIUM)
GENT-L - GENTIANA LUTEA
GER - GERANIUM MACULATUM
GET - GETTYSBURG WATER
GINS - GINSENG QUINQUEFOLIUM (GINSENG)
GLON - GLONOINUM
GLYC - GLYCERINUM
GNAPH - GNAPHALIUM POLYCEPHALUM (GNAPHALIUM)
GOSS - GOSSYPIUM HERBACEUM (GOSSYPIUM)
GRAN - GRANATUM
GRAPH - GRAPHITES
GRAT - GRATIOLA OFFICINALIS (GRATIOLA)
GRIN - GRINDELIA ROBUSTA (GRINDELIA)
GUA - GUACO
GUAJ - GUAJACUM OFFICINALE (GUAIACUM)
GUAR - GUARANA (PAULLINIA SORBILIS)
GUARE - GUAREA TRICHILOIDES (GUAREA)
GYMNO - GYMNOCLADUS CANADENSIS (GYMNOCLADUS)

H
HAEM - HAEMATOXYLON CAMPECHIANUM (HAEMATOXYLON)
HAM - HAMAMELIS VIRGINIANA (HAMAMELIS VIRGINICA)
HECLA - HECLA LAVA (HEKLA LAVA)
HEDEO - HEDEOMA PULEGIOIDES (HEDEOMA)
HELIA - HELIANTHUS ANNUUS (HELIANTHUS)
HELL - HELLEBORUS NIGER (HELLEBORUS)
HELO - HELODERMA
HELON - HELONIAS DIOICA (HELONIAS - CHAMAELIRIUM)
HEP - HEPAR SULPHUR (HEPAR SULPHURIS CALCAREUM)
HEPAT - HEPATICA TRILOBA (HEPATICA)
HERA - HERACLEUM SPHONDYLIUM (HERACLEUM - BRANCA URSINA)
HIP-AC - HIPPURICUM ACIDUM (HIPPURIC ACID)
HIPP - HIPPOMANES
HIPPOZ - HIPPOZAENINUM (HIPPOZAENIUM)
HOM - HOMARUS
HURA - HURA BRASILIENSIS
HYDR - HYDRASTIS CANADENSIS (HYDRASTIS)
HYDR-AC - HYDROCYANICUM ACIDUM (HYDROCYANIC ACID)
HYDRANG - HYDRANGEA ARBORESCENS (HYDRANGEA)
HYDRC - HYDROCOTYLE ASIATICA (HYDROCOTYLE)
HYOS - HYOSCYAMUS NIGER (HYOSCYAMUS)
HYPER - HYPERICUM PERFORATUM (HYPERICUM)

I
IBER - IBERIS AMARA (IBERIS)
ICHTH - ICHTHYOLUM
ICTOD - ICTODES FOETIDA (POTHOS FOETIDUS)
IGN - IGNATIA AMARA (IGNATIA)
ILX-A - ILEX AQUIFOLIUM
IND - INDIUM METALLICUM (INDIUM)
INDG - INDIGO TINCTORIA (INDIGO)
INDOL - INDOLUM (INDOL)
INS - INSULINUM (INSULIN)
INUL - INULA HELENIUM (INULA)
IOD - IODIUM (IODUM)
IODOF - IODOFORMIUM (IODOFORMUM)
IP - IPECACUANHA (IPECA)
IRID-MET - IRIDIUM METALLICUM (IRIDIUM)
IRIS - IRIS VERSICOLOR

J
JAB - JABORANDI (PILOCARPUS MICROPHYLLUS)
JAC-C - JACARANDA CAROBA (JACARANDA)
JAL - JALAPA (EXOGONIUM PURGA)
JATR - JATROPHA CURCAS (JATROPHA)
JOAN - JOANESIA ASOCA (JONOSIA ASOCA)
JUG-C - JUGLANS CINEREA
JUG-R - JUGLANS REGIA
JUNC-E - JUNCUS EFFUSUS
JUNI-C - JUNIPERUS COMMUNIS
JUST - JUSTICIA ADHATODA (JUSTICIA ADHATODA BASAKA)

K
KALI-AR - KALIUM ARSENICOSUM (KALI ARSENICUM)
KALI-BI - KALIUM BICHROMICUM (KALI BICHROMICUM)
KALI-BR - KALIUM BROMATUM (KALI BROMATUM)
KALI-C - KALIUM CARBONICUM (KALI CARBONICUM)
KALI-CHL - KALIUM CHLORICUM (KALI CHLORICUM)
KALI-CY - KALIUM CYANATUM (KALI CYANATUM)
KALI-I - KALIUM IODATUM (KALI HYDRIODICUM)
KALI-M - KALIUM MURIATICUM (KALI MURIATICUM)
KALI-N - KALIUM NITRICUM (KALI NITRICUM - NITRUM)
KALI-P - KALIUM PHOSPHORICUM (KALI PHOSPHORICUM)
KALI-PER - KALIUM PERMANGANATUM (KALI PERMANGANICUM)
KALI-S - KALIUM SULPHURICUM (KALI SULPHURICUM)
KALI-SIL - KALIUM SILICICUM (KALI SILICATUM)
KALM - KALMIA LATIFOLIA
KAOL - KAOLINUM (KAOLIN)
KOLA - KOLA (STERCULIA)
KOU - KOUSSO (KOUSSO - BRAYERA)
KREOS - KREOSOTUM

L
LAC-AC - LACTICUM ACIDUM
LAC-C - LAC CANINUM
LAC-D - LAC VACCINUM DEFLORATUM (LAC DEFLORATUM)
LACH - LACHESIS MUTUS (LACHESIS)
LACHN - LACHNANTHES TINCTORIA (LACHNANTHES)
LACT-V - LACTUCA VIROSA
LAM - LAMIUM ALBUM (LAMIUM)
LAP-A - LAPIS ALBUS
LAPPA - LAPPA ARCTIUM
LAT-M - LATRODECTUS MACTANS
LATH - LATHYRUS SATIVUS (LATHYRUS)
LAUR - LAUROCERASUS
LEC - LECITHINUM (LECITHIN)
LED - LEDUM PALUSTRE (LEDUM)
LEM-M - LEMNA MINOR
LEPI - LEPIDIUM BONARIENSE
LEPT - LEPTANDRA VIRGINICA (LEPTANDRA)
LIAT - LIATRIS SPICATA (LIATRIS SPICATA - SERRATULA)
LIL-T - LILIUM TIGRINUM
LIM - LIMULUS CYCLOPS (LIMULUS - XIPHOSURA)
LINA - LINARIA VULGARIS (LINARIA)
LINU-U - LINUM USITATISSIMUM
LITH-C - LITHIUM CARBONICUM
LOB - LOBELIA INFLATA
LOB-P - LOBELIA PURPURASCENS
LOL - LOLEUM TEMULENTUM (LOLIUM TUMULENTUM)
LON-X - LONICERA XYLOSTEUM
LUP - LUPULUS HUMULUS
LYC - LYCOPODIUM CLAVATUM (LYCOPODIUM)
LYCPR - LYCOPERSICUM ESCULENTUM (SOLANUM LYCOPERSICUM)
LYCPS-V - LYCOPUS VIRGINICUS
LYSS - LYSSINUM (HYDROPHOBINUM)

M
MAG-C - MAGNESIUM CARBONICUM (MAGNESIA CARBONICA)
MAG-M - MAGNESIUM MURIATICUM (MAGNESIA MURIATICA)
MAG-P - MAGNESIUM PHOSPHORICUM (MAGNESIA PHOSPHORICA)
MAG-S - MAGNESIUM SULPHURICUM (MAGNESIA SULPHURICA)
MAGN-GR - MAGNOLIA GRANDIFLORA
MALAND - MALANDRINUM
MANC - MANCINELLA
MANG-ACT - MANGANUM ACETICUM
MANGI - MANGIFERA INDICA
MED - MEDORRHINUM
MEDUS - MEDUSA
MEL-C-S - MEL CUM SALE
MELI - MELILOTUS OFFICINALIS (MELILOTUS)
MENIS - MENISPERMUM CANADENSE (MENISPERMUM)
MENTH - MENTHA PIPERITA
MENTHO - MENTHOLUM
MENY - MENYANTHES TRIFOLIATA (MENYANTHES)
MEPH - MEPHITIS PUTORIUS (MEPHITIS)
MERC - MERCURIUS SOLUBILIS (MERCURIUS - HYDRARGYRUM)
MERC-C - MERCURIUS CORROSIVUS
MERC-CY - MERCURIUS CYANATUS
MERC-D - MERCURIUS DULCIS
MERC-I-F - MERCURIUS IODATUS FLAVUS
MERC-I-R - MERCURIUS IODATUS RUBER
MERC-SUL - MERCURIUS SULPHURICUS, DRARG, OXYD, SUB-SULPH
MERL - MERCURIALIS PERENNIS
METHYL - METHYLENUM COERULEUM (METHYLENE BLUE)
MEZ - MEZEREUM
MICR - MICROMERIA DOUGLASII (MICROMERIA)
MILL - MILLEFOLIUM
MIT - MITCHELLA REPENS (MITCHELLA)
MOM-B - MOMORDICA BALSAMICA
MORPH - MORPHINUM
MOSCH - MOSCHUS
MUR-AC - MURIATICUM ACIDUM
MURX - MUREX PURPUREA (MUREX)
MYGAL - MYGALE LASIODORA
MYOS-S - MYOSOTIS SYMPHYTIFOLIA (MYOSOTIS)
MYRIC - MYRICA CERIFERA (MYRICA)
MYRIS - MYRISTICA SEBIFERA
MYRT-C - MYRTUS COMMUNIS

N
NAJA - NAJA TRIPUDIANS
NAPH - NAPHTHALINUM (NAPHTHALINE)
NARC-PS - NARCISSUS PSEUDONARCISSUS (NARCISSUS)
NAT-AR - NATRIUM ARSENICOSUM (NATRUM ARSENICUM)
NAT-C - NATRIUM CARBONICUM (NATRUM CARBONICUM)
NAT-HCHL - NATRIUM HYPOCHLOROSUM (NATRUM CHLORATUM)
NAT-M - NATRIUM MURIATICUM (NATRUM MURIATICUM)
NAT-N - NATRIUM NITRICUM (NATRUM NITRICUM)
NAT-P - NATRIUM PHOSPHORICUM
NAT-S - NATRIUM SULPHURICUM (NATRUM SULPHURICUM)
NAT-SAL - NATRIUM SALICYLICUM (NATRUM SALICYLICUM)
NICC-MET - NICCOLUM METALLICUM (NICCOLUM)
NICC-S - NICCOLUM SULPHURICUM
NIT-AC - NITRICUM ACIDUM
NIT-M-AC - NITROMURIATICUM ACIDUM (NITRO-MURIATIC ACID)
NIT-S-D - NITRI SPIRITUS DULCIS
NUPH - NUPHAR LUTEUM
NUX-M - NUX MOSCHATA
NUX-V - NUX VOMICA
NYCT - NYCTANTHES ARBOR TRISTIS

O
OCI - OCIMUM CANUM
OENA - OENANTHE CROCATA
OL-AN - OLEUM ANIMALE AETHEREUM (OLEUM ANIMALE)
OL-J - OLEUM JECORIS ASELLI
OL-SANT - OLEUM SANTALI
OLND - OLEANDER (NERIUM ODORUM)
ONIS - ONISCUS ASELLUS (MILLEPEDES)
ONOS - ONOSMODIUM VIRGINIANUM (ONOSMODIUM)
OP - OPIUM (PAPAVER SOMNIFERUM)
OPER - OPERCULINA TURPENTHUM (OPERCULINA TURPETHUM)
OPUN-F - OPUNTIA FICUS (OPUNTIA-FICUS INDICA)
OREO - OREODAPHNE CALIFORNICA (OREODAPHNE)
ORIG - ORIGANUM MAJORANA (ORIGANUM)
ORNI - ORNITHOGALUM UMBELLATUM
OSM - OSMIUM
OST - OSTRYA VIRGINICA
OV - OVININUM (OOPHORINUM)
OVI-P - OVI GALLINAE PELLICULA
OX-AC - OXALICUM ACIDUM
OXYD - OXYDENDRON ARBOREUM (OXYDENDRON - ANDROMEDA ARBOREA)
OXYT - OXYTROPIS LAMBERTI (OXYTROPIS)

P
PAEON - PAEONIA OFFICINALIS (PAEONIA)
PALL - PALLADIUM METALLICUM (PALLADIUM)
PAR - PARIS QUADRIFOLIA
PARAF - PARAFFINUM (PARAFFINE)
PAREIR - PAREIRA BRAVA (CHONDRODENDRON TOMENTOSUM)
PARTH - PARTHENIUM HYSTEROPHORUS (PARTHENIUM - ESCOBA AMARGO)
PASSI - PASSIFLORA INCARNATA
PEN - PENTHORUM SEDOIDES (PENTHORUM)
PERT - PERTUSSINUM (PERTUSSIN)
PETR - PETROLEUM
PETROS - PETROSELINUM SATIVUM (PETROSELINUM)
PH-AC - PHOSPHORICUM ACIDUM
PHASE - PHASEOLUS NANUS (PHASEOLUS)
PHEL - PHELLANDRIUM AQUATICUM (PHELLANDRIUM)
PHOS - PHOSPHORUS
PHYS - PHYSOSTIGMA VENENOSUM
PHYSAL - PHYSALIS ALKEKENGI (PHYSALIS - SOLANUM VESICARIUM)
PHYT - PHYTOLACCA DECANDRA (PHYTOLACCA)
PIC-AC - PICRICUM ACIDUM
PIN-S - PINUS SILVESTRIS
PIP-M - PIPER METHYSTICUM
PIP-N - PIPER NIGRUM
PITU-GL - PITUITARIA GLANDULA (PITUITARY GLAND)
PIX - PIX LIQUIDA
PLAN - PLANTAGO MAJOR
PLAT - PLATINUM METALLICUM (PLATINA)
PLATAN - PLATANUS OCCIDENTALIS
PLB - PLUMBUM METALLICUM
PODO - PODOPHYLLINUM (PODOPHYLLUM)
POLYG-H - POLYGONUM HYDROPIPEROIDES (POLYGONUM PUNCTATUM)
POLYP-P - POLYPORUS PINICOLA
POP - POPULUS TREMULOIDES
POP-C - POPULUS CANDICANS
PRIM-O - PRIMULA OBCONICA
PRIM-V - PRIMULA VERIS
PROP - PROPYLAMINUM (PROPYLAMIN - TRIMETHYLAMINUM)
PRUN - PRUNUS SPINOSA
PSOR - PSORINUM
PTEL - PTELEA TRIFOLIATA (PTELEA)
PULS - PULSATILLA PRATENSIS (PULSATILLA)
PULX - PULEX IRRITANS
PYROG - PYROGENIUM

Q
QUAS - QUASSIA AMARA (QUASSIA - PICRAENA EXCELSA)
QUEB - QUEBRACHO (ASPIDOSPERMA)
QUERC - QUERCUS E GLANDIBUS (QUERCUS GLANDIUM SPIRITUS)
QUILL - QUILLAYA SAPONARIA

R
RAD-BR - RADIUM BROMATUM (RADIUM)
RAN-B - RANUNCULUS BULBOSUS
RAN-S - RANUNCULUS SCELERATUS
RAPH - RAPHANUS SATIVUS (RAPHANUS)
RAT - RATANHIA PERUVIANA (RATANHIA)
RHAM-CAL - RHAMNUS CALIFORNICA
RHEUM - RHEUM PALMATUM (RHEUM)
RHOD-F - RHODODENDRON FERRUGINEUM (RHODODENDRON)
RHODI - RHODIUM METALLICUM (RHODIUM)
RHUS-A - RHUS AROMATICA
RHUS-G - RHUS GLABRA
RHUS-T - RHUS TOXICODENDRON
RHUS-V - RHUS VENENATA
RIC - RICINUS COMMUNIS (RICINUS COMMUNIS - BOFAREIRA)
ROB - ROBINIA PSEUDACACIA (ROBINIA)
ROS-D - ROSA DAMASCENA
RUMX - RUMEX CRISPUS
RUTA - RUTA GRAVEOLENS

S
SABAD - SABADILLA
SABAL - SABAL SERRULATA
SABIN - SABINA
SACCH - SACCHARUM OFFICINALE (SUCROSE)
SAL-AC - SALICYLICUM ACIDUM
SAL-N - SALIX NIGRA
SALV - SALVIA OFFICINALIS
SAMB - SAMBUCUS NIGRA
SANG - SANGUINARIA CANADENSIS (SANGUINARIA)
SANGIN-N - SANGUINARINUM NITRICUM (SANGUINARINA NITRICA)
SANIC - SANICULA AQUA (SANICULA)
SANTIN - SANTONINUM
SAPO - SAPONARIA OFFICINALIS (SAPONARIA)
SARCOL-A - SARCOLACTICUM ACIDUM (SARCOLACTIC ACID)
SAROTH - SAROTHAMNUS SCOPARIUS (SPARTIUM SCOPARIUM - CYSTISUS SCOPARIUS)
SARR - SARRACENIA PURPUREA
SARS - SARSAPARILLA OFFICINALIS (SARSAPARILLA)
SCROPH-N - SCROPHULARIA NODOSA
SCUT - SCUTELLARIA LATERIFOLIA
SEC - SECALE CORNUTUM (CLAVICEPS PURPUREA)
SED-AC - SEDUM ACRE
SEL - SELENIUM METALLICUM (SELENIUM)
SEMP - SEMPERVIVUM TECTORUM
SENEC - SENECIO AUREUS
SENEG - SENEGA
SENN - SENNA
SEP - SEPIA OFFICINALIS (SEPIA)
SER-ANG - SERUM ANGUILLAE (SERUM ANGUILLAR ICHTHYOTOXIN)
SIL - SILICEA TERRA (SILICEA)
SILPHU - SILPHIUM LACINATUM (SILPHIUM)
SIN-N - SINAPIS NIGRA (BRASSICA NIGRA)
SKAT - SKATOLUM (SKATOL)
SKOOK - SKOOKUM CHUCK AQUA (SKOOKUM - CHUCK)
SOL-N - SOLANUM NIGRUM
SOLID - SOLIDAGO VIRGAUREA (SOLIDAGO VIRGA)
SPIG - SPIGELIA ANTHELMIA (SPIGELIA)
SPIRA - SPIRANTHES AUTUMNALIS (SPIRANTHES)
SPIRAE - SPIRAEA ULMARIA
SPONG - SPONGIA TOSTA
SQUIL - SQUILLA MARITIMA
STACH - STACHYS BETONICA (BETONICA)
STANN - STANNUM METALLICUM (STANNUM)
STAPH - STAPHYSAGRIA
STEL - STELLARIA MEDIA
STICT - STICTA PULMONARIA (STICTA)
STIGM - STIGMATA MAYDIS (ZEA)
STILL - STILLINGIA SILVATICA (STILLINGIA)
STRAM - STRAMONIUM
STRONT-C - STRONTIUM CARBONICUM (STRONTIA)
STROPH-H - STROPHANTHUS HISPIDUS
STRY - STRYCHNINUM PURUM (STRYCHNINUM)
STRY-P - STRYCHNINUM PHOSPHORICUM (STRYCHNIA PHOSPHORICA)
STRYCH-G - STRYCHNOS GAULTHERIANA (HOANG NAN)
SUCC - SUCCINUM
SUL-AC - SULPHURICUM ACIDUM
SUL-I - SULPHUR IODATUM
SULFON - SULFONALUM (SULFONAL)
SULO-AC - SULPHUROSUM ACIDUM
SULPH - SULPHUR
SUMB - SUMBULUS MOSCHATUS (SUMBUL - FERULA SUMBUL)
SYM-R - SYMPHORICARPUS RACEMOSUS (SYMPHORICARPUS RACEMOSA)
SYMPH - SYMPHYTUM OFFICINALE (SYMPHYTUM)
SYPH - SYPHILINUM
SYZYG - SYZYGIUM JAMBOLANUM

T
TAB - TABACUM
TANAC - TANACETUM VULGARE
TANN-AC - TANNICUM ACIDUM (TANNIC ACID)
TARAX - TARAXACUM OFFICINALE
TARENT - TARENTULA HISPANICA
TARENT-C - TARENTULA CUBENSIS
TART-AC - TARTARICUM ACIDUM
TAX - TAXUS BACCATA
TELL - TELLURIUM METALLICUM (TELLURIUM)
TER - TEREBINTHINIAE OLEUM (TEREBINTHINA)
TEUCR - TEUCRIUM MARUM VERUM (TEUCRIUM MARUM)
THAL-MET - THALLIUM METALLICUM (THALLIUM)
THEA - THEA CHINENSIS (THEA)
THER - THERIDION CURASSAVICUM (THERIDION)
THIOSIN - THIOSINAMINUM (RHODALLIN)
THLAS - THLASPI BURSA PASTORIS (CAPSELLA)
THUJ - THUJA OCCIDENTALIS
THYMOL - THYMOLUM (THYMOL)
THYMU - THYMUS SERPYLLUM
THYR - THYROIDINUM
TIL - TILIA EUROPAEA (TILIA EUROPA)
TITAN - TITANIUM METALLICUM (TITANIUM)
TONG - TONGO-DIPTERIX ODORATA (TONGO - DIPTRIX ODORATA)
TOR - TORULA CEREVISIAE
TRIB - TRIBULUS TERRESTRIS
TRIF-P - TRIFOLIUM PRATENSE
TRIL-P - TRILLIUM PENDULUM
TRINIT - TRINITROTOLUENUM (TRINITROTOLUENE)
TRIOS - TRIOSTEUM PERFOLIATUM
TRITIC - TRITICUM REPENS-AGROPYRON REPENS (TRITICUM)
TROM - TROMBIDIUM MUSCAE DOMESTICAE (TROMBIDIUM)
TUB - TUBERCULINUM
TUS-P - TUSSILAGO PETASITES

U
UPA - UPAS TIEUT (UPAS TIENTE)
URAN-N - URANIUM NITRICUM
UREA - UREA PURA (UREA)
URT-U - URTICA URENS
USN - USNEA BARBATA
UST - USTILAGO MAYDIS
UVA - UVA URSI

V
VAC - VACCININUM
VALER - VALERIANA OFFICINALIS (VALERIANA)
VANAD - VANADIUM METALLICUM (VANADIUM)
VANIL - VANILLA AROMATICA (VANILLA - PLANIFOLIA)
VARIO - VARIOLINUM
VERAT - VERATRUM ALBUM
VERAT-V - VERATRUM VIRIDE
VERB - VERBASCUM THAPSUS (VERBASCUM)
VERBE-U - VERBENA URTICAEFOLIA (VERBENA)
VESP - VESPA CRABRO
VIB - VIBURNUM OPULUS
VINC - VINCA MINOR
VIOL-O - VIOLA ODORATA
VIOL-T - VIOLA TRICOLOR
VIP - VIPERA BERUS (VIPERA)
VISC - VISCUM ALBUM

W
WYE - WYETHIA HELENOIDES (WYETHIA)

X
X-RAY - X-RAY
XAN - XANTOXYLUM FRAXINEUM (XANTHOXYLUM)
XERO - XEROPHYLLUM

Y
YOHIM - YOHIMBINUM
YUC - YUCCA FILAMENTOSA

Z
ZINC - ZINCUM METALLICUM (ZINC)
ZINC-VAL - ZINCUM VALERIANICUM (ZINCUM VALERIANUM)
ZING - ZINGIBER OFFICINALE (ZINGIBER)
ZIZ - ZIZIA AUREA (THASPIUM AUREUM - ZIZIA)


JOSÉ MARIA ALVES
http://www.homeoesp.org/

64 comentários:

Gigi disse...

Dr. José Mari Alves, sou pesquisei no seu site Ansiedade e Depressão. Sou aquela mulher brasileira, de 50 anos, com uma filhinha de 03 anos, que não trabalha, só faz cursos e não sustento minha filha. Sou apática, irritadiça, nervosa e colérica. Creio que pelo que li no sie sou Calcárea Carbônica e Gelsemium
Como a Calcárea Carbônica sou um indivíduo em que a lentidão é uma das suas características. Esgota-se pelo trabalho mental e tem dificuldade de concentração. Indolente, apático e indiferente. Apresenta irritabilidade com cóleras inusitadas. Sente-se sempre fraco, quando anda, o que faz pesadamente, sobe escadas, faz qualquer exercício, É apático...Preocupa-se com trivialidades.
Tem ansiedade por antecipação. Medo que algo de indeterminado e nefasto lhe suceda ou com outros. Ansiedade que se focaliza no estômago: quando tem medo ou se vê confrontado com uma situação nova – v.g. quando lhe apresentamos alguém – sente-o tremer. Eu sinto um aperto no peito também. Tem disposição a engordar. As regras são adiantadas, muito longas, muito abundantes. Miomas
E como Gelsemium tenho Incapacidade para assumir responsabilidades, sou covarde, protelo trabalho e necessito apoio. Deseja ficar sozinho, tranquilo, em paz. Prefere a solidão, não quer falar, e não suporta ninguém perto de si, ainda que em silêncio. É sensível, nervoso, excitável, irritável. Tem medo da morte e perdeu a coragem. Tem sonolência e é preguiçoso. Há nele fraqueza, lassidão, torpor, embotamento e tremores por todo o corpo. Lento, por vezes parece embrutecido. Uma emoção súbita, um susto, medo ou má notícia desencadeia tremores, diarreia. A aproximação de qualquer acontecimento pouco habitual – ir ao teatro, um encontro, um exame – desencadeia diarreia. Fica apreensivo quando tem que aparecer em público. . O calor do Verão provoca-lhe fadiga. Convulsões com espasmos da glote..Insónia por emoção, medo, apreensão ou susto. Insónia dos intelectuais. Afonia que surge por emoção, susto ou má notícia.Palpitações por emoção, susto ou má notícia.
.

Sou os dois. Estou certa?

Como faço para tomá-los? Quantas vezes ao dia? De que forma?

Obrigada pela resposta
Gisele

Gigi disse...

Dr. José Maria Alves, sou pesquisei no seu site Ansiedade e Depressão. Sou aquela mulher brasileira, de 50 anos, com uma filhinha de 03 anos, que não trabalha, só faz cursos e não sustento minha filha. Sou apática, irritadiça, nervosa e colérica. Creio que pelo que li no sie sou Calcárea Carbônica e Gelsemium
Como a Calcárea Carbônica sou um indivíduo em que a lentidão é uma das suas características. Esgota-se pelo trabalho mental e tem dificuldade de concentração. Indolente, apático e indiferente. Apresenta irritabilidade com cóleras inusitadas. Sente-se sempre fraco, quando anda, o que faz pesadamente, sobe escadas, faz qualquer exercício, É apático...Preocupa-se com trivialidades.
Tem ansiedade por antecipação. Medo que algo de indeterminado e nefasto lhe suceda ou com outros. Ansiedade que se focaliza no estômago: quando tem medo ou se vê confrontado com uma situação nova – v.g. quando lhe apresentamos alguém – sente-o tremer. Eu sinto um aperto no peito também. Tem disposição a engordar. As regras são adiantadas, muito longas, muito abundantes. Miomas
E como Gelsemium tenho Incapacidade para assumir responsabilidades, sou covarde, protelo trabalho e necessito apoio. Deseja ficar sozinho, tranquilo, em paz. Prefere a solidão, não quer falar, e não suporta ninguém perto de si, ainda que em silêncio. É sensível, nervoso, excitável, irritável. Tem medo da morte e perdeu a coragem. Tem sonolência e é preguiçoso. Há nele fraqueza, lassidão, torpor, embotamento e tremores por todo o corpo. Lento, por vezes parece embrutecido. Uma emoção súbita, um susto, medo ou má notícia desencadeia tremores, diarreia. A aproximação de qualquer acontecimento pouco habitual – ir ao teatro, um encontro, um exame – desencadeia diarreia. Fica apreensivo quando tem que aparecer em público. . O calor do Verão provoca-lhe fadiga. Convulsões com espasmos da glote..Insónia por emoção, medo, apreensão ou susto. Insónia dos intelectuais. Afonia que surge por emoção, susto ou má notícia.Palpitações por emoção, susto ou má notícia.
.

Sou os dois. Estou certa?

Como faço para tomá-los? Quantas vezes ao dia? De que forma?

Obrigada pela resposta
Gisele

José Maria Alves disse...

Boa noite Amiga Gi

Vamos então fazer os dois medicamentos, mas de forma sucessiva, para que a reavaliação do quadro clínico seja operante »

CALCAREA CARBONICA 30 CH, 3 gotas por dia.
A cada toma agite vigorosamente o frasco dez vezes.

Após 15 dias dê notícias, para reavaliarmos a situação.

Um abraço e as melhoras.
Tenha esperança no tratamento - vai ver que irá resultar.

Zé Maria Alves

Anónimo disse...

Boa noite, Dr. José Maria Alves. Iniciei a Calcárea Carbônica 30CH, há 17 dias. Estou mais pensativa, introspectiva. Acho que é pouco tempo para avaliar...então resolvi esperar mais uns 15 dias para depois iniciar também o Gelsenium. O q o Sr. acha?
Muito obrigada pela atenção,
abraços, Gi

José Maria Alves disse...

Boa tarde Gigi

Siga a sua intuição.
Mas, tome apenas a Calcarea, dia sim dia não.

Antes de começar a tomar o Gelsemium, dê notícias, para fazermos um plano de tratamento.

Um abraço, as melhoras - estou certo de que está no bom caminho.

Zé Maria Alves

Anónimo disse...

Boa noite Dr. José Maria Alves. Tudo bem?

Estou tomando a Calcárea Carbônica 30 CH, dia sim dia não. Estou me entendendo melhor, mas ainda sem perceber caminhos para os meus problemas: sou desorganizada, atrapalhada, estabanada, estagnada em relação ao trabalho (emprego), não sou uma mantenedora (não sei arranjar emprego para me sustentar e a minha filha).
Gostaria começar a tomar o Gelsenium 30CH, me diga como devo proceder, por favor?
E se tenho que tomar só em forma líquida ou também pode ser manipulado em tabletes, ou glóbulos?

Muito obrigada pela sua ajuda,
Gigi

José Maria Alves disse...

Boa tarde Gigi

Vamos fazer os dois em conjunto »
CALCAREA e GELSEMIUM 30 CH, alternadamente, ou seja, um dia toma Calcarea e no outro Gelsemium.

Daqui por 15 dias dê notícias.

Um abraço e as melhoras.

Zé Maria Alves

José Maria Alves disse...

Gigi

Tome também em gotas. Do mesmo modo que a Calcarea.

Abraço.

Zé Maria Alves

Anónimo disse...

Caro Dr. José Maria Alves. Tudo bem?

Estou há cerca de de 2 meses tomando o Calcarea Carbônica 30CH e a quase 1 mês alterando-o (dia sim, dia não) com o Gelsemium 30CH.
Estou gostando muito dos resultados. Eu comecei a fazer dieta (queria e precisava perder alguns quilos), com vontade de emagrecer, sem recaídas, com menos fome, com a tividade física ajudando o processo... Estou com mais força e vontade.
Mas ainda encontro dentro de mim uma irritação grande e uma incapacidade de reunir forças para arranjar um emprego, ter vontade de trabalhar, sustentar minha filha, ajudar minha família, que precisa e sempre me deu tanto. Preciso de algo para diminuir essa irritação e, que me impulsione a arranjar um emprego?

Obrigada pela ajuda, meu amigo.

Abraços,
Gigi

Anónimo disse...

Caro Dr. José Maria Alves. Tudo bem?

Estou há cerca de de 2 meses tomando o Calcarea Carbônica 30CH e a quase 1 mês alterando-o (dia sim, dia não) com o Gelsemium 30CH.
Estou gostando muito dos resultados. Eu comecei a fazer dieta (queria e precisava perder alguns quilos), com vontade de emagrecer, sem recaídas, com menos fome, com a tividade física ajudando o processo... Estou com mais força e vontade.
Mas ainda encontro dentro de mim uma irritação grande e uma incapacidade de reunir forças para arranjar um emprego, ter vontade de trabalhar, sustentar minha filha, ajudar minha família, que precisa e sempre me deu tanto. Preciso de algo para diminuir essa irritação e, que me impulsione a arranjar um emprego?

Obrigada pela ajuda, meu amigo.

Abraços,
Gigi

José Maria Alves disse...

Boa tarde Gigi

Vamos então agir na totalidade sintomática.
Teremos de encontrar uma espécie de remédio "milagroso" para o seu estado de fadiga, irritação, depressão e inapetência para o trabalho - acho que o temos...
Por outro lado, teremos de refazer a prescrição.

Assim »
CALCAREA CARBONICA - passa a fazer 5 gotas duas vezes por semana;

GELSEMIUM - passa também a fazer 5 gotas duas vezes por semana.

No dia em que toma a Calcarea não toma Gelsemium e vice-versa.

KALIUM PHOSPHORICUM 6 DH, 5 gotas duas vezes por dia.

Dentro de 15 dias, dê notícias.

Um abraço e as melhoras.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria Alves, gostaria de uma ajuda, tenho um gatinho de 8 anos, achei ele ainda filhote, no meio do mato com a pata amarrada quase necrosada, graças à dedicação e conhecimento da veterinária sua patinha foi salva e resolvi adotá-lo (ele e mais 7 gatos), bom o problema é que há 3 anos ele teve um cálculo na bexiga que impediu que ele urinasse e isto causou uma perda da função renal, um rim atrofiou e outro está com muitos nódulos, a taxa da uréia está a 319 (padrão 65) e creatinina 10 (padrão 1,80), em um raio x acusou outro cálculo na bexiga. Mantenho ele com sais para rehidratação, floral (calmin, malus e arnica campestre) ele teve uma crise há 2 semanas, estava quase morto e ele está se recuperando, nem a veterinária esperava esta reação. Gostaria de saber se o senhor poderia ajudá-lo com um tratamento para este problema renal e para o cálculo da bexiga, com este é o segundo, o primeiro foi removido cirurgicamente. Ele também está tratando uma obstrução intestinal, provável bola de pelo. Ele tem tido enjôo, gases, perda de apetite. Grata
Andréa

José Maria Alves disse...

Boa tarde Andrea

Faça-me uma descrição da personalidade do seu gato e dos seus sintomas gerais - são demasiadas patologias e se conseguisse isolar o simillimum, teríamos um tratamento mais eficaz.

De qualquer modo »

CÁLCULOS RENAIS -
CALCAREA CARBONICA 8 DH, 3 gotas duas vezes por dia (Tratamento e prevenção)
Com dor - BERBERIS 3 CH, 3 gotas duas vezes por dia.

CÁLCULOS DA BEXIGA -
PAREIRA BRAVA, 4 DH, 2 gotas 3 vezes por dia.

OBSTRUÇÃO INTESTINAL -
Faça o diagnóstico diferencial entre Plumbum, Pyrogenium e Opium.

Veja também neste blogue, o artigo INSUFICIÊNCIA RENAL - TRATAMENTO - tem um protocolo.

Qualquer dúvida, dê notícias.

Abraço e as melhoras do seu amigo de quatro patas.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria, gostaria de agradecer sua carinhosa atenção. Meu gatinho (Frederico Antonio) tem 8 anos é pequeno em comparação aos outros gatos, é muito carinhoso comigo, não fica assustado e nem se esconde na presença de estranhos, gosta de ficar no sol e quando tem oportunidade adora se aninhar no colo e de ficar em baixo das cobertas. É brincalhão com uma única gata e na presença dos outros gatos parte para o ataque, se isola, respeita o espaço dos cachorros. É caçador (as lagartixas e baratas que o digam) e muito curioso. Ele já foi muito acuado por uma gata que eu tinha, chegando a se urinar e evacuar quando ela o encurralava. Pelo que percebi ele gosta da vida, pois esteve por 3 vezes à beira da morte e se recuperou. Hoje ele está bem melhor, já se alimenta sozinho, voltou a ter as características normais de um gato (se banhar, ronronar, afiar as garras). Está eliminando muito pelo nas fezes (cheiro de podre e esverdeadas), a urina está clara (sem odor) e com um pouco de sangue. O que mais preocupa é a perda da função renal e o cálculo na bexiga por não poder ser operado. Há 3 anos ele retirou um cálculo da bexiga com cirurgia, deu muito trabalho no pós operatório, arrancou o colar elizabetano e os pontos e não deixava fazer curativo. Fica arisco quando preciso manipulá-lo. De miado baixo, ganha a simpatia de todos, pois tem um olhar muito meigo, parece que fala com a gente com os olhos.

José Maria Alves disse...

Boa noite Andrea

Eu começaria por fazer a PAREIRA BRAVA, conforme consta do meu comentário - é um animal equilibrado ao nível psíquico.

Aguardamos 15 dias e reavaliamos - provavelmente, para entrarmos com um complexo para a função renal.

A homeopatia será muito auxiliada com a "força de vida" do seu amigo Frederico.

Abraço e as melhoras.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Boa noite Dr. José Maria,

Agradeço mais uma vez a atenção. Farei conforme sua indicação.
Com relação a insuf. renal eu aguardo ou posso começar o tratamento? Existe alguma diferença nas diluições?
Grata,

Um grande abraço,

José Maria Alves disse...

Boa tarde Andrea

Se quiser pode. Não há inconveniente.

Nos medicamentos onde se indicam 5 gotas, ministra 2.

Onde se indicam 2, ministra 1.

Um abraço.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Boa noite, Dr. José Maria,

Farei conforme sua indicação. Informarei o resultado depois.

Grata,

Um abraço,

andréa disse...

Olá Dr. José Maria,

Boa tarde!

Meu gatinho está bem melhor, saiu da crise, mas agora apareceu outro problema que é anemia, a veterinária achou melhor dar a medicação para dissolver o cálculo da bexiga, pois ainda está muito enjoadinho e muito magro, ela acha melhor esperar ele se recuperar um pouco para dar os outros remédios (p/ insuf. renal) está tomando Mylanta Plus, um remédio para eliminar as bolas de pelos, e Hemolitan (ferro uso veterinário). O que eu poderia dar? é provável que a anemia e os enjoos sejam consequência do problema renal.

Um abraço,

Grata,

José Maria Alves disse...

Boa noite Amiga

A anemia é ferropriva?

Parece-me que está convenientemente medicado.

Sugiro que aguarde alguns dias.

Abraço e dê notícias.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria,

Sim a abemia dele é ferropriva, li em seu novo repertório clínico o medicamento para o caso dele, a dúvida seria se causaria enjoo como o hemolitan tem causado, ele é líquido e tenho que dar junto com algum alimento pastoso, o medicamento para o cálculo da bexiga foi feito em tabletes pois ele não pode tomar nada alcóolico (conservantes), então faria o da anemia em tabletes também.

Um abraço,

Grata,

José Maria Alves disse...

Boa tarde Amiga

Faça o protocolo que consta do blogue (FERRUM), seguindo as instruções »

ANEMIA FERROPRIVA
1.ª semana -
FERRUM 6 CH,
2.ª semana -
FERRUM 12 CH, e
3.ª semana -
FERRUM 30 CH.

dado que se trata de um pequeno animal, faça uma redução na quantidade da dose, mantendo as tomas diárias.

Um abraço e as melhoras do seu amigo de quatro patas.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Boa tarde Dr. José Maria,

Farei conforme sua recomendação.

Grata,

Um abraço

andréa disse...

Olá Dr. José Maria,

Boa noite!

Aqui estou para solicitar-lhe mais um esclarecimento, tenho 8 gatos e 2 deles estão com problemas de areia na urina, consequência do uso de ração seca e desequilíbrio do ph da urina, bem, o veterinário mandou que eu desse ammonium muriticum 12 dh, 1 a 2 comprimidos 2 vezes ao dia, e para a inflamação que esta areia causa ao urinar, arnica 30 dh 2 comprimidos 2 vezes ao dia, acontece que eles fazem uso destes medicamentos há 6 meses e não vejo melhora, quando paro eles pioram, causando infecção urinária e outros problemas, como obstrução urinária. O que devo fazer? confesso que o veterinário é alopata, mas arrisca alguns medicamentos homeopata.

um grande abraço,

Grata,

José Maria Alves disse...

Boa tarde Amiga

Descreva-me a urina.

Descreva-me ainda o "sedimento", nomeadamente tipo, tamanho, cor.

Um abraço.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria,

Boa tarde!

A urina é bem amarelada, quase cor de gema de ovo, odor muito forte, muita quantidade (preciso dar soro oral para evitar o acúmulo de areia).
Grata,

José Maria Alves disse...

Boa noite Andreia

Qual é o odor da urina? Consegue identificá-lo?

E a cor do sedimento (areia)?

Abraço.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria,

Boa tarde!

Desculpe a demora em lhe responder, tem horas em que o cansaço e o desânimo são grandes e muitas vezes me impedem de ligar o computador no final do dia, faz parte.
A urina tem um odor forte, algo parecido com cheiro de ferrugem, ou a areia tem cor clara e é bem fina.

Grata,

Um grande abraço,

andrea disse...

Na pensando melhor tem um cheiro bem ardido, ácido, e a areia é bem clara e fina.

Grata,

Um abraço,

José Maria Alves disse...

Boa noite Amiga

Os "bichinhos" fizeram análises de urina?

Qual o resultado?

Tenho impressão, de que é de todo essencial que se obtenha o simillimum dos seus amigos. Só um veterinário com especialidade em Homeopatia, estará em condições de o fazer, recorrendo ao exame directo e ás informações que lhe puder proporcionar.

Um abraço.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria,

Boa noite!

Aqui ondo moro não tem veterinário homeopata, a veterinária deles está tratando com amonium muriaticum e com alguns gatos está resolvendo, ela explicou que este problema de ph ácido e decorrente do uso de rações secas, estou dando bastante água na seringa e está ajudando, mudei a ração mas isto não resolveu.
Aquele gato que está tratando anemia teve uma crise renal grave e foi diagnosticado que a anemia é decorrente da ins. renal, pois causa a falta da eritropoietina ou EPO é um hormônio glicoprotéico produzido nos seres humanos e nos animais pelos rins e fígado (em menor quantidade) que tem como função principal regular a eritropoiese.

Agradeço sua ajuda,

um grande abraço,

José Maria Alves disse...

Boa noite Amiga

Sugiro que entre com o protocolo para a insuficiência renal - veja o artigo no blogue.

Veja ainda os comentários que precedem este e que a poderão orientar.

Reduza as doses a metade, por serem pequenos animais.

Um abraço e as melhoras dos seus amigos.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria,

Já estou com o nome de todos os medicamentos anotados. Já mandei fazer-los, agradeço a ajuda e o incentivo, quero muito que meu gatinho continue aqui por muitos anos, mas o que eu mais desejo é que ele não sofra.
Obrigada,
um grande abraço,

José Maria Alves disse...

Boa noite Andrea

Compreendo-a perfeitamente.

Eu lutei cerca de ano e meio para manter vivo e com qualidade de vida, um grande amigo de quatro patas.

Decorridos que são 8 meses sobre a sua morte, não há um dia em que o João Pestinha não visite a minha memória.

As melhoras do seu amigo e disponha sempre.

Abraço para ambos (vai melhorar!)

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria,

Boa tarde!

Frederico está bem melhor, aparenta estar saindo da crise. Só está com um pouco que sangue na urina, a veterinária falou que faz parte, e pediu para voltar com parreira brava, pois está desconfiada que seja o cálculo na bexiga. Hoje eu teria que buscar os medicamentos para insuf. renal, mas não ficaram prontos, a farmácia me informou que eles não trabalham com cantharis 200 CH, só 30 CH, procurei em todas as farmácias homeopáticas e todas informaram a mesma coisa.
O que devo fazer?

Obrigada,

Um grande abraço,

andrea disse...

Olá,

Uma coisa que eu esqueci de falar, a veterinária pediu para que os medicamentos fossem feitos sem conservantes ou em tabletes, optei por fazê-los todos em tabletes, inclusive o parreira brava.

Grata,

José Maria Alves disse...

Boa tarde Amiga

Sabe que eu também pensei na repetição da Pareira? Mas, pareceram-me medicamentos a mais...
No entanto, faça - já são duas intuições, uma expressa e outra que peca por omissão (a minha).

Pode usar CANTHARIS na 30 CH - "quem não tem cão caça com gato" (estou a sorrir).

Abraço.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria,

Farei conforme sua recomendação.
Obrigada pela atenção.
Manterei contato.
Tenho lido seus artigos sobre homeopatia, a passos lentos, pois os horários são restritos. A cada dia aprendo um pouco mais.


Um grande abraço,

andrea disse...

Olá Dr. José Maria,

Estou com uma dúvida sobre o espaço de tempo entre os remédios de Frederico, hoje ele está tomando Pareira Brava 4 DH 1 tab 3 x ao dia; amanhã os outros remédios farão parte do dia a dia dele, conforme abaixo:
MEDORRHINUM 200 CH, 1 tab de dois em dois dias;
LYCOPODIUM 30 CH, 2 tab duas vezes dia;
CANTHARIS 30 CH, 2 tab duas vezes dia;
ACONITUM NAPELLUS 4 DH, 2 tab à noite.

Como um dos rins foi constatado a presença de nódulos/quistos: CONIUM MACULATUM 3 CH, 2 tab duas vezes por dia.
Com relação aos remédios estou correta? e o espaço entre eles?

Obrigada,

Um grande abraço,

José Maria Alves disse...

Boa tarde Andrea

Faça os medicamentos mencionados, espaçando-os cerca de 30 minutos.

Um abraço.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. Jose Maria,

Boa noite!

Não estou conseguindo acessar seu site www.homeoesp.org, está com algum problema?
Comecei o tratamento com Frederico, ele está cada dia mais fraco, hoje ele não conseguiu se sustentar nas patinhas, caiu, agora a noite melhorou, estou dando alimento pastoso e soro oral.

Grata,

um abraço,

Andréa

José Maria Alves disse...

Boa noite Andréa

Julgo que o problema com o site, teve a ver com o servidor e já se encontra solucionado.

Se notar excesso de medicação no Frederico, espace as doses.

Um abraço.

Zé Maria Alves

Anónimo disse...

Olá Dr. José Maria Alves. Escrevo pois preciso da sua ajuda. Meu nome é Patrícia e tenho mais de 40 anos, solteira e uma filha. Escrevo pois sou extremamente impulsiva, irritadiça. diria imatura também, sou muito dramática, intensa. Gosto das coisas do meu jeito e brigo se não fazem da minha maneira, imponho a minha vontade. Brigo muito com a minha família. Falo muito alto normalmente, grito (chego a falar com voz esganiçada). Sou braba, zangada, sempre retruco, quero ter sempre a última palavra, não posso ser contrariada em nada. Sei que a minha família sempre espera algum aborrecimento comigo, ou alguma briga (que sempre acabo fazendo). Não confiam em mim, nessa impulsividade. Sou também desleixada, não me cuido, não pinto as unhas, me visto mal (de qualquer jeito). Enfim, sou uma chata. Eu reconheço os meus erros e muitas vezes peço desculpas, mas não melhoro de comportamento.
Também financeiramente, gasto além do que posso, irresponsavelmente com bobagens. Gostaria de ser mais provedora, de cuidar mais dos meus, de ser mais mansa, pacífica, suave, amiga...

Grata pela ajuda,
Patrícia

Anónimo disse...

Dr. José Maria continuando. Acho o meu caso parecido, em parte, com o da Anelisa. Ia tomar também o Nux-vomica 30Ch como o senhor prescreveu para ela, mas como vejo algumas diferenças no histórico e não entendo de homeopatia, resolvi perguntar. Obrigada pela ajuda. Patrícia

José Maria Alves disse...

Boa tarde Patrícia

Por várias razões, poderemos começar o seu tratamento pela »
NUX VOMICA 30 CH, uma dose única, tomada às 11 horas da noite.

Findos que estejam 15 dias, dê notícias para que possamos reavaliar.

Um abraço e as melhoras.

Zé Maria Alves

Anónimo disse...

Vou providenciar. Grata. Patrícia

andrea disse...

distiOlá Dr. José Maria,

Boa noite!

Ontem meu amigo de 4 patas foi se descansou. Tivemos que colocar um fim em seu sofrimento, nenhum tratamento estava resolvendo. Estava vendo meu gato definhando e morrendo aos poucos. Gostaria de agradecer sua atenção e carinho com Frederico, ele estava bem amparado aqui no plano físico por competentes profissionais como o senhor e a veterinária, e no plano astral com certeza foi bem recebido, fez uma passagem muito tranquila e senti uma paz muito grande. Triste porém tranquila. Mais uma vez muito obrigada por tudo.

Um grande abraço,

Andréa

José Maria Alves disse...

Boa noite Amiga

Eu sei como é duro.

Mas, "SÓ MORRE QUEM NÃO TEM UM CORAÇÃO PARA MORAR" - este o nome do poema que dediquei ao João Pestinha (se porventura o quiser ler, use o pesquisador do blogue).

Sabe, eu acho... podem chamar-me louco, piegas, ou até culpado..., que eles, os nossos verdadeiros amigos, nos aguardam em um qualquer lugar.

Beijos e lastimo não ter podido auxiliar mais.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria,

Li seu poema, em poucas palavras resumistes o que sinto e penso, também acredito que nos reencontraremos com nossos verdadeiros amigos. Vc por acaso conhece o autor Marcel Benedeti? autor espírita, publicou 7 livros sobre a espiritualidade dos animais. Tenho todos, são meus livros de cabeceira. Releio sempre que tenho oportunidade.
Agradeço pela esperança que depositaste em meu coração com sua ajuda.

Bjs

Andréa

José Maria Alves disse...

Boa noite Andréa

Não conheço, mas vou procurar.

Um grande abraço.

Zé Maria Alves

Anónimo disse...

Dr Jose Maria

Descobrir a pouco tempo que tenho miomas subserosos e intramurais.Minha ginecologista foi radical e não me passou nenhum tratamento alternativo,indicou a cirurgia. Li muito sobre tratamento de miomas,entre eles o tratamento através da homeopatia. Comecei a tomar o UXI-AMRELO com UNHA -DE-GATO,em capsula de 500mg 3x ao dia.
Poderia continuar fazendo uso dos medicamentos acima juntamente com os indicados para tratamento de miomas como: CONIUM MACULATUM,LAPIS ALBUS E ARNICA MONTANA?

Em caso positivo,qual seria a dosagem?

Fico muito agradecida.

Suelly

José Maria Alves disse...

Boa noite Amiga

Pode fazer os medicamentos homeopáticos com os que toma.

Sugiro que faça »
CONIUM MACULATUM 3 CH, 5 gotas duas vezes por dia durante 3 meses – o tratamento deve ser interrompido durante a menstruação.
Pode ser continuado até um ano.

Caso surjam hemorragias – ARNICA MONTANA 3 CH, 5 gotas 3 vezes ao dia.

Um abraço e as melhoras.

Zé Maria Alves

Anónimo disse...

Ola Dr. fiz reversão de vasectomia e de lá para cá tenho andado desanimado, deprimido, com insônia, osteoporose, para a mim a vida está cinza. No último ano meu PSA aumentou de 0,5 para quase 4 e estou com uma pequena hiperplasia de prostata. Em razão disso procurei um uro e ele me solicitou um exame de testosterona cujo resultado foi bem abaixo do mínimo. Em face disso ele me receitou injeções de hormônio mas me alertou sobre os riscos de desenvolver um CA de prostata. Sendo assim procurei tratamento homeopatico. A principio tomei Lachesis 30ch e Ignatia 30Ch 1 x por dia à noite, barita carbonica 30 ch e acidum phosphoricum 30 ch 1 x por dia de manhã. Senti foi uma piora do meu quadro de depressão, além do que tive tbem intensa desidrose nas mãos. O ´homeopata agora me receitou nux vomica 30 ch 3 x por dia e barita carbonica, Tribullus terrestris 500 mg. Estes medicamentos estão corretos? demoram a fazer efeito?

simone disse...

Olá Dr. José Maria,

Durante 6 anos fiz tratamento com remédios controlados para depressão, enxaqueca e insônia, não consegui bons resultados, somente ficava dopada com tantos remédios, uma amiga minha médica disse que eu estava ficando impregnada pelo uso dos remédios pois não tenho vesícula para ajudar a eliminá-los. Consegui sair destes medicamentos com homepatia, hoje me sinto melhor, mas ainda sinto uma tristeza muito grande, não tenho perspectiva no futuro e nada do que começo levo até o fim. Durante anos desejei uma coisa, hoje eu consegui, mas não tomo a iniciativa de levar adiante. Fico irritada pelo cansaço e estresse. Trabalho desenvolvendo logomarcas, preciso usar muito a criatividade, estudar e manter-me atualizada mas não tenho conseguido, sinto minha mente cansada, e o corpo idem.
O desânimo toma conta. Perto do período menstrual é pior ainda.
Tomo Nux Vômica 30 ch 1 vez ao dia, noite, 15 gotas e Psorinum 30 ch 15 gotas, manhã. O senhor poderia me auxiliar?
Obrigada

lino disse...

Ola Dr Jose Maria, chamo-me Lino, e sou aquele que fez vasectomia e esta com o nível de testosterona abaixo do mínimo e estou tentando tratamento de reposição hormonal com homeopatia, só para acrescentar informo-lhe que fiz a reversão há 10 anos e atualmente estou com 46 anos de idade. Espero ansioso por um parecer vosso. Certo de suas atenções despeço-me desde já agradecido.

José Maria Alves disse...

Boa tarde

Por imperativos éticos, como consequência de deliberação da Associação Portuguesa de Homeopatia de 20 de Dezembro de 2010, é-me vedado sem observação directa dos pacientes, sugerir quaisquer tratamentos, devendo estes ser seguidos por terapeuta ou médico.
Assim, o presente blogue pessoal passa a ter um carácter meramente informativo.

No entanto, agradeço que pesquise o artigo referente à sugestão de tratamento através do método da AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA.

Digite no pesquisador do blogue: AAA

Aí encontrará todas as indicações necessárias à preparação do medicamento.

Um abraço e as melhoras.

Zé Maria Alves

Suelly disse...

Dr Zé Maria

É lamentavél que o Dr não nos possa mais orientar individualmente por questões éticas.

Queria deixar aqui registrado todo o meu agradecimento por o Dr me dá uma luz para a tão procurada cura (dos miomas). A saúde no Brasil é muito deficiente e temos alguns profissionais (de saúde) que não a exerce por amor ao próximo e sim por materialismo.

O Dr é um anjo bom que se destaca no meio deste.Bendito seja o dia em que resolveu postar este blogue,acredito que muito dos que buscaram ajuda aqui,também lhes são grato e concordam comigo.

Forte Abraço

Suelly

José Maria Alves disse...

Boa noite Suelly

Bem Haja pelas suas palavras.

Infelizmente, a deliberação da Associação Portuguesa de Homeopatia foi tomada para obstar ao desenvolvimento de uma actividade deontologicamente incorrecta, relativa a consultas via web a troco de uma determinada retribuição.
A crise económica, a “fome” de dinheiro e a incompetência de muitos profissionais de saúde, estribaram tal deliberação.
Portugal é hoje, um país onde grassa a imoralidade, a corrupção, a burla, a incompetência. Neste sentido, somos forçados a entender que a deliberação da APH é um mal necessário, mas para o qual a dita Associação não contribuiu.

E aqui, prejudicado é sempre o paciente...

Um grande abraço e as suas melhoras.

Zé Maria Alves

andrea disse...

Olá Dr. José Maria,

Faz muito tempo que não nos correspondemos. Por motivos de saúde precisei me afastar, bem o motivo deste contato é para desejar-lhe um 2011 com muito sucesso e conquistas. Desculpe o atraso, não faltou a lembrança. Muito obrigada.

Um grande abraço,

José Maria Alves disse...

Igualmente para si Andrea e para todos os que a rodeiam.

Um beijo e as melhoras.

Zé Maria Alves

fabiola disse...

Dr. José Maria, minha filha de 3 anos que já faz tratamento com homeopatia desde que nasceu está com um resfriado( ou alergia) constante devido ao mal tempo, mas o que está incomodando mesmo é a tosse, que só dá a noite quando deita, tosse muito as vezes chega a vomitar, o que posso dar a ela pra aliviar.Obrigado.

eliana disse...

ola, dr. jose maria preciso urgente da medicaçao carcinosin para medicar meu filho que esta doente sr, poderia me ajudar aonde encontrar este medicamento agradeço de ante mao meu email. liaguaru@gmail.com

jessica designer disse...

olá dr josse,gostaria de uama receita para emagrecer,pois faço dietas e não consigo!!! me ajude por favor!!!

José Maria Alves disse...

Boa noite Jessica

Pelos motivos que constam do primeiro artigo do nosso blogue »
http://www.autoisopatiaenergetica.blogspot.pt/

sugerimos que faça o tratamento pela AUTO-ISOPATIA ENERGÉTICA.

Não deixe no entanto de seguir escrupulosamente as indicações do seu médico assistente e nada obsta a que faça simultaneamente homeopatia (se assim o entender) em conformidade com os nossos protocolos de tratamento e outros que lhe sejam sugeridos por terapeutas credenciados e que possam fazer o acompanhamento da patologia em observação directa.

Nesse blogue irá encontrar um procedimento expedito e “bastante” para que possa promover a sua AUTOCURA.

Estou certo de que progressivamente irá “caminhando” na direcção da Cura. Persistência, paciência, empenhamento e esperança (ou fé) serão as suas mais valiosas “armas”, coadjuvantes do tratamento que lhe sugiro.

Um abraço e as melhoras.