Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

O PARTIDO DOS DEFUNTOS




Morreram numa manhã
Com cães vadios a oscilar
Suspensos nas emoções

Um secretário manda-nos emigrar
Um ministro para as Áfricas ladroar
Um cardeal amargar e calar

Um funeral passa cinicamente na praça
Atrás o velho general palhaço agasalhado
Escolhe um atalho nunca dantes navegado

O prefeito urina-se numa esquina
Pingando-se do joelho
Até ao artelho

Às armas valentes
Grita o diácono inexperiente
Que presbítero não há

Cada um que faça
O que quiser
Deus está aposentado

Levanta-se o finado
Que há pouco morrera
Rabinho a dar a dar

E junta-se veloz ao outro
Bailador que ia a sepultar
Rabinho para baixo cabeça no ar

Sete espadas afiadas
Que estão para vos matar
Gente de pouco vigor

Gritam ambos enfurecidos
Com as queixadas caídas
E as bocas a salivar

Que este povo usa saias
A vitória é dos falecidos
E a morte dos vivos


http://www.homeoesp.org/livros_online.html

Sem comentários: