Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

quinta-feira, 17 de maio de 2018

CANTO VIII - CÂNTICO DO AMOR - S. PAULO



Download dos textos de ANTIPOESIA ou a insustentável arte da falsa erudição em –



***



ainda que eu fale 
a língua de homens
anjos e arcanjos
serafins ou querubins

se amor não tiver

serei como o bronze
que soa
ou o címbalo
que ecoa

ainda que tenha 
o dom de profecia
domine o saltério
e conheça tudo
o que é mistério

enigmas
ciências
filosofias
teologias

se amor não tiver
nada serei

ainda que a minha santa fé
mova todas as montanhas da terra
se mostre às criaturas penitente
encante feras 
e seja assombro de animais e gente

se não tiver amor
nada sou

ainda que entregue
todos os meus bens
aos pobres e desvalidos
e meu pobre corpo
confie à fogueira
em arroubo desmedido

se não tiver amor
de nada me valerá

o amor é paciência
o amor é prestante
maravilhoso e excelente

não é invejoso
nem arrogante
nem orgulhoso

nada faz de abusivo
gratuito e excelso
admirável e portentoso
não busca conveniência

não se agasta
não se ofende
nem se ressente
e desobriga a penitência

é inocente
não nasce nem morre
eterno e omnipresente
não sabe quem ama
porque ama
nem o que é amar

não exulta perante a injustiça
odeia a iniquidade
mas
rejubila com a verdade

tudo desculpa
tudo entende
tudo aguarda
tudo suporta

o amor não passará jamais

as profecias terão o seu fim
assim como os profetas
a ciência será inútil
como os homens de ciência
as filosofias palha ardente
como os filósofos

o amor não findará jamais

como o nosso conhecimento
imperfeito e degradado
do que é perfeito ausente

um dia
o que é perfeito
virá

o imperfeito
desaparecerá

oh amor que tardas
e que minha alma
de amor matas

quando criança
falava como criança
pensava como criança

homem
abandonei as coisas da criança
a dança das ilusões

vejo como num espelho
a imagem imperfeita
aguardando o tempo
em que face a face verei
o amor que deleita

ainda conheço 
de forma imperfeita
em alma impura

mas breve
conhecerei na altura
como conhecido
pelo amor sou

e se três coisas permanecem
a fé a esperança e o amor

louvor a ti senhor
que a maior de todas é o amor

oh amor que tardas
e que minha alma
de amor matas

louvor a ti senhor



***


versão jma


Sem comentários: