Este diário complementa o nosso site pessoal

( VER ETIQUETAS NO FIM DA PÁGINA )

USE O PESQUISADOR DO BLOGUE -

-

OS TRATAMENTOS SUGERIDOS NÃO DISPENSAM A INTERVENÇÃO DE TERAPEUTA OU MÉDICO ASSISTENTE.

ARTE

Pesquisar neste blogue

terça-feira, 17 de fevereiro de 2009

IÇAR VELAS AO VENTO


Quem me dera poder partir
Devagar e sozinho
De um modo lento
Natural
Devagarinho.
Içar velas ao vento
Aproar ao porvir
Rumo ao Norte
Bolina ao vento forte.
E assim
Sem penitência
Alma desnuda
Mente desfeita
Repousar na inocência
De existência muda
Que a vida dói
Sofre
Mói
E de perfeita
Nada tem.


JOSÉ MARIA ALVES
http://www.homeoesp.org

Sem comentários: